Autor
Jornal Económico com Lusa
Artigos

5G: Altice Portugal avança com processos judiciais contra Anacom e queixas em Bruxelas

“A Altice Portugal já avançou na passada sexta-feira com uma providência cautelar contra a Anacom [Autoridade Nacional de Comunicações] e duas participações à Comissão Europeia, em particular, junto da DG COMP [concorrência] e da DG CONNECT [responsável pelas políticas no domínio da economia e sociedade digitais e pela Agenda Digital]”, especificou.

Vacinas são boas notícias mas terão que chegar a milhares de milhões, considera OMS

Na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia, o diretor-geral daquela agência das Nações Unidas, Tedros Ghebreyesus, afirmou que os resultados de pelo menos três vacinas já anunciados permitem ter “esperança real de que as vacinas, em conjunto com outras medidas de saúde pública comprovadas, ajudarão a acabar com esta pandemia”.

Covid-19: Açores tem 20 novos casos e 25 cadeias ativas

Os Açores têm 328 casos ativos de coronavírus, dos quais 257 na ilha de São Miguel, 66 na ilha Terceira, dois na ilha de São Jorge e três na ilha do Faial.

Madeira: enfermeiros apontam fragilidades no sistema regional de saúde

Os representantes do sindicato e da Ordem dos Enfermeiros consideram necessário “aumentar a capacidade de resposta” face ao aumento de casos positivos de covid-19.

“Tempos mais desafiantes de sempre”. Tottenham de Mourinho perdeu 71,8 milhões no primeiro semestre

“Estamos a viver os tempos mais desafiantes de sempre”, disse o presidente do clube, Daniel Levy, durante a apresentação de resultados do ano fiscal, que terminou em 30 de junho.

Arguidos no processo da queda da árvore no Monte vão a julgamento

Como arguidos estão a atual vice-presidente da Câmara do Funchal, Idalina Perestrelo, responsável pelos pelouros do Ambiente Urbano, Espaços Verdes e Públicos, e o chefe da Divisão de Jardins e Espaços Verdes, Francisco Andrade. Já Paulo Cafôfo, na altura presidente da Câmara do Funchal, que chegou a ser arguido, não vai a julgamento. O Ministério Público acabou por optar pelo arquivamento no seu caso, justificando a decisão com o facto de este responsável ter delegado as competências sobre os espaços verdes noutros elementos da equipa.
Ver mais artigos