Autor
José Carlos Lourinho
jlourinho@jornaleconomico.pt
Artigos

Carlos Barroca: “Se calhar, Michael Jordan é responsável por hoje trabalhar na NBA”

Carlos Barroca, vice-presidente de Operações da NBA Ásia, conta em entrevista ao “Jornal Económico” como acompanhou os dez episódios da aclamada série da ESPN e como viu o outro lado das conquistas que relatou quando ainda era comentador da NBA na RTP.

PremiumApertem o cinto: ‘downgrade’ está a chegar à Liga portuguesa

Passes de jogadores desvalorizados, poder negocial todo do lado de quem compra, orçamentos que vão ter de ser adaptados à redução de receitas que se espera nos próximos anos, com bilheteira e patrocínios a cair e a operadora NOS a deixar de assegurar um terço das receitas da Liga a partir de junho de 2021. A pandemia acelerou a crise do futebol português e ninguém poderá desenvolver imunidade tão cedo.

Parlamento chumba resolução para que verba do TV Fest fosse aplicada no apoio à cultura

O projeto de resolução dos bloquistas foi chumbado com os votos contra de PS e PSD, a abstenção de CDS-PP, Iniciativa Liberal e Chega e os votos favoráveis de BE, PCP, PEV, PAN e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.

“Lisboa e Vale do Tejo? Esperamos 200 a 300 infetados por dia”, realçou Graça Freitas

“A situação na região de Lisboa e Vale do Tejo mantém-se estável e o que se está a verificar é o que esperávamos: a existência de 200 a 300 casos de infeção diários. Nesta região, temos focos da doença, casos isolados e transmissão comunitária da doença”, realçou.

DGS deteta 175 casos positivos na Sonae da Azambuja

“Optámos por uma estratégia de testes em anel, o que significa que fomos testando à volta daqueles que estavam infetados. Na Sonae da Azambuja existam dois setores predominantemente afetados: na totalidade, foram testados 833 trabalhadores e desses, 175 detam positivo para Covid-19”, destacou Graça Freitas.

“Estava tudo previsto”. Como a NBA geriu a pandemia da Covid-19

Em entrevista ao JE, Carlos Barroca, vice-presidente de Operações da NBA Ásia, explica como a Liga de basquetebol previu este contratempo e como estas situações devem estar sempre acauteladas nos contratos para que não aconteça o que sucedeu na Europa, por exemplo.
Ver mais artigos