Autor
José Carlos Lourinho
jlourinho@jornaleconomico.pt
Artigos

“Ou a UE faz o que tem a fazer ou acabará”, reitera António Costa

“É mesmo repugnante que se tenha esse tipo de posição”, realçou Costa. “Um ministro das Finanças tem que perceber que, numa união a 27, devem ser partilhadas as vantagens e as dificuldades”, sublinhou o primeiro-ministro numa visita a uma fábrica de protótipos de ventiladores, quando questionado se mantinha as declarações que proferiu esta quinta-feira.

Graça Freitas: Pico da epidemia nunca será antes do mês de maio

“O pico não será um momento instantâneo no tempo e se calhar, não vale a pena continuar a falar em pico. Esse máximo de casos de infeção irá prolongar-se durante uns dias ou mesmo semanas, pelo que será melhor designá-lo como planalto”, referiu Graça Freitas.

António Costa: “Não há consenso. A Europa precisa de fazer muito mais”

“Há três países que são totalmente contra e há um país que tem abertura de espírito para discutir aquilo que nunca quis discutir. É impossível imaginar uma causa que justifique de forma tão premente a utilização desta medida”, realçou o primeiro-ministro português a propósito da implementação de um instrumento europeu comum de emissão de dívida.

“É meramente temporária”. Graça Freitas esclarece revogação de medidas das autoridades de saúde locais

Em conferência de imprensa, a diretora da DGS explicou que uma “autoridade de saúde no seu local ou na sua região entenda que deve impor uma série de medidas coletivas, ou seja, que interfiram com a vida de uma série de pessoas ao mesmo tempo, deve propor à autoridade de saúde nacional que depois vai articular com a ministra da Saúde que, por sua vez, vai conjugar essas medidas com outros ministérios eventualmente implicados”

“Critério para ligar para o SNS 24 é ter sintomas”, alerta diretora da DGS

“Queremos detetar precocemente casos positivos, esse é o objetivo dos testes. Desde que haja sintomas, deve ligar para a linha, quem for triado como suspeito de ter Covid vai ter acesso ao teste. Não vai ser preciso referir ligação a outro doente nem viagens efetuadas nas últimas semanas, realçou Graça Freitas.

Mário Centeno exclui aplicação de medidas de austeridade

“Esta crise deve ser enfrentada de forma temporária e não vão existir o mesmo tipo de efeitos que outra crise fundada em desequilíbrios estruturais e de contas externas provocou”, esclareceu o ministro das Finanças.
Ver mais artigos