Autor
José Filipe Pinto, Professor Catedrático
Artigos

Andaluzia, o populismo anda à solta

Os partidos tradicionais têm muitas responsabilidades. Recusaram a reflexão interna e serviram-se da democracia em vez de servirem a democracia.

França: o Maio de 68 está de volta?

Macron, com a sua política de favorecimento da elite, tornou-se adjuvante do populismo. A fatura não demorará a chegar.

O papel da mulher no terrorismo global

O elemento feminino também consta entre as principais vítimas do terrorismo e não apenas pelo elevado número de mulheres mortas na sequência dos atentados. A alteração de mentalidades é um processo moroso.

O Ocidente e os seus jiadistas

A acuidade da ameaça não autoriza reflexões demoradas. Controlar o perigo fundamentalista vai exigir uma estratégia multidisciplinar e supranacional.

As falácias do terrorismo religioso

A primeira falácia do terrorismo religioso é logo a designação. Mais do que falar de terrorismo religioso, talvez se imponha falar de terrorismo político que invoca motivos religiosos.

Brasil, ordem e progresso?

Como decorre de uma história que o Brasil bem conhece, a imagem de uma sociedade antagonizada em dois blocos abre caminho ao populismo ou à intervenção militar na vida política.
Ver mais artigos