Autor
Jéssica Sousa
jsousa@jornaleconomico.pt
Artigos
coronavirus

França prolonga estado de emergência por mais 15 dias

Durante esse período, as regras a aplicar serão as mesmas que atualmente estão em vigor assim como as motivações para sair de casa – trabalho, compras ou farmácia, idas ao médico em urgência, auxílio à família, curtas saídas para exercício físico e ainda intimações por parte das autoridades.

Itália regista 969 mortes em 24 horas. Mais 257 óbitos do que ontem

Em termos de infeções, as autoridades de saúde dão conta de mais 4.401 infetados, elevando o número de casos confirmados para 86.498. Itália é o segundo país com mais casos confirmados, lidera na contagem de vítimas mortais.

Oficial de saúde garante que Itália ainda não atingiu o pico do vírus

“Não nos podemos iludir que este abrandamento do contágio significa que podemos aliviar as medidas de distanciamento social que foram adotadas”, considerou o diretor do Instituto Nacional de Saúde da Itália.

Consultas, vacinas e testes do pezinho a recém-nascidos devem continuar, avisa DGS

Os constrangimentos criados pela Covid-19 podem constituir “um fator de agravamento de eventual desequilíbrio das dinâmicas familiares”, mas a DGS sublinha que se torna nesta altura relevante a “reavaliação do risco familiar e respetiva intervenção preventiva pelas equipas de família, com eventual suporte dos núcleos de apoio a crianças e jovens em risco”.

Hospitais em Paris deverão atingir capacidade máxima nas próximas 48 horas

O centro e os subúrbios de Paris somam cerca de um quarto dos 29 mil casos confirmados com Covid-19 em França, estando 1,300 pessoas internadas nos cuidados intensivos nos hospitais parisienses.

Itália chega aos 80 mil infetados. Mortes voltam a abrandar pelo segundo dia consecutivo

Depois de uma ligeira subida na terça-feira, o número de mortes em Itália voltou a abrandar pelo segundo dia consecutivo. Proteção Civil italiana dá conta de 8.165 vítimas mortais desde o início do surto em fevereiro.
Ver mais artigos