Autor
Luís Tavares Bravo, Economista, International Affairs Network
Artigos

Combater o imobilismo, reconquistar a competitividade de Portugal

Portugal tem que mudar de vida. Tem que pensar mais no que pode fazer por si, tomar o seu destino em mãos e pensar no que pode deixar para as próximas gerações como legado, para além de um enorme saco de dívidas.

Desigualdade de género condiciona crescimento económico

Acelerar o caminho para a equidade de género é uma variável de sustentabilidade que além de socialmente responsável e justa, é criadora de impacte económico relevante. Para as empresas e, sobretudo, para as economias.

A reputação é um ativo crucial

Os cidadãos europeus esperam desta agenda de transformação nada menos que esperança para a próxima década, patente num novo contrato social que permita estabilidade de rendimentos, progressão de poder de compra e melhor qualidade de vida.

Dívida, a ferida de complexa cicatrização

A argumentação em favor da restruturação da dívida pública europeia está longe de ser consensual no seio da comunidade científica, porque é uma solução imbuída de complexidades de implementação, e porque os benefícios não serão tão evidentes quanto parecem numa primeira análise.

Restaurar a confiança em Portugal

O processo de saída da pandemia vai ser desigual, desequilibrado e com cicatrizes profundas. Para países como Portugal, manter a coesão entre o Estado e os cidadãos será crucial para ultrapassar os próximos meses.

A pandemia enfraqueceu a democracia

Há evidências de que a pandemia tem servido de razão para restringir liberdades e direitos humanos em mais de 80 países, o que pode traduzir-se num retrocesso civilizacional nos próximos anos.
Ver mais artigos