Autor
Maria Teixeira Alves
mtalves@jornaleconomico.pt
Artigos

Sinal misto em Wall Street com o Nasdaq a estragar o ramalhete

A banca dominou Wall Street. No Dow Jones, o setor financeiro liderou os avanços: JPMorgan (+ 2,9%); Goldman Sachs (+ 2,92%); o Citigroup valorizou 3,31%, e o Bank of America que ganhou 2,58%.

Oi anuncia novos membros para o Conselho de Administração

O novo Conselho de Administração da Oi conta com cinco membros novos independentes, além de seis que foram reconduzidos. Os portugueses, representantes da Pharol, ficaram de fora do ‘board’.

Pharol impedida de participar em AG da Oi garante que vai tomar “medidas apropriadas”

O tribunal brasileiro rejeitou o pedido de restabelecimento dos mandatos dos administradores da Pharol no conselho de administração da Oi até que esteja concluído o aumento de capital da operadora brasileira, a empresa portuguesa diz que “adotará as medidas apropriadas com vista a preservar os seus direitos”.

BCP brilha na bolsa de Lisboa, que acompanha otimismo europeu

As bolsas europeias fecharam em alta puxada por quatro motores: Banca, automóveis, recursos naturais e o setor químico. O BCP lidera subidas do PSI 20.

Libra esterlina alcança máximos de dois meses após os dados da inflação

A inflação do retalho no Reino Unido subiu fortemente em agosto. O IPC avançou 2,7% no comparativo anual, o que compara com uma subida de 2,5% registada em julho, o que coloca o custo de vida nos ingleses no seu nível mais alto nos últimos seis meses.

Standard & Poor’s mantém rating do Metro de Lisboa e melhora perspetiva

A agência de rating Standard & Poor’s manteve o rating de longo prazo da empresa pública Metropolitano de Lisboa em BBB-, que é a notação mais baixa do grau de investimento. Mas, à semelhança da classificação emitida na semana passada à dívida do Estado português, melhorou a perspetiva (outlook) de estável para positiva.
Ver mais artigos