Autor
Mário Pires, Diretor de clientes institucionais e do mercado português Schroders
Artigos

Mais tempo de vida, mais rendimento

Boa parte das pessoas não se consciencializou ainda de que aquele valor que está de parte para complementar os anos de reforma pode ter de durar bastante mais do que inicialmente previra.

Investidores portugueses ainda são muito conservadores

Metade dos investidores portugueses, 51%, sente que não alcançou os objetivos de investimento nos últimos cinco anos. E este ano é provável que mais portugueses fiquem desapontados.

Os dois erros mais comuns dos investidores

Como é que podemos tirar a emoção da equação? Seguindo uma política de reequilíbrio. É basicamente aplicar a velha máxima do comércio, comprar barato, vender caro, ao universo dos investimentos.

Vigiar o açúcar também nos investimentos

Temos visto um aumento contínuo de pequenas marcas a desafiar as incumbentes e a criar oportunidades de fusões e aquisições, assim como grandes empresas instadas a ser alvo de ativistas e pressões para desenvolver produtos mais saudáveis.

Um ano de crescimento global mais modesto

Apesar do diferencial de taxas entre os EUA e o resto do mundo continuar a favorecer o dólar, os mercados cambiais estarão já a considerar este efeito, pressionando a descida do dólar.

Dezembro: ações a subir ou mito de Natal?

Mais importante do que tentarmos encontrar um racional que explique o padrão é não esquecermos que a história dos mercados está cheia de padrões fascinantes que só são verdadeiros até deixarem de ser.
Ver mais artigos