Autor
Mário Pires, Diretor de clientes institucionais e do mercado português Schroders
Artigos

Um ano de crescimento global mais modesto

Apesar do diferencial de taxas entre os EUA e o resto do mundo continuar a favorecer o dólar, os mercados cambiais estarão já a considerar este efeito, pressionando a descida do dólar.

Dezembro: ações a subir ou mito de Natal?

Mais importante do que tentarmos encontrar um racional que explique o padrão é não esquecermos que a história dos mercados está cheia de padrões fascinantes que só são verdadeiros até deixarem de ser.

Diversificar: mais complexo, mais compensador

Num contexto em que os depósitos bancários e as obrigações do tesouro dificilmente satisfazem o retorno procurado, o aconselhamento especializado torna-se tão relevante como a diversificação.

Brasil, vontade e capacidade de reformar

O sentimento positivo deverá conservar-se até ao Carnaval, época em que começa, na prática, a aprovação de nova legislação em áreas críticas.

Ações europeias: recuperação ou desilusão?

A principal incerteza relaciona-se agora com o acordo para o Brexit ou a falta dele. Qualquer que seja o resultado, o sentimento face aos mercados europeus será afetado, embora relativamente contido no tempo.

EUA e China sem tréguas à vista

As posições chinesa e norte-americana são muito extremadas e baseiam-se em pilares ideológico-estratégicos de que nem Trump nem Xi Jinping estão dispostos a abrir mão.
Ver mais artigos