Autor
Mário Pires, Diretor de clientes institucionais e do mercado português Schroders
Artigos

Brasil, vontade e capacidade de reformar

O sentimento positivo deverá conservar-se até ao Carnaval, época em que começa, na prática, a aprovação de nova legislação em áreas críticas.

Ações europeias: recuperação ou desilusão?

A principal incerteza relaciona-se agora com o acordo para o Brexit ou a falta dele. Qualquer que seja o resultado, o sentimento face aos mercados europeus será afetado, embora relativamente contido no tempo.

EUA e China sem tréguas à vista

As posições chinesa e norte-americana são muito extremadas e baseiam-se em pilares ideológico-estratégicos de que nem Trump nem Xi Jinping estão dispostos a abrir mão.

Obrigações: refúgio em tempos de tempestade

Importa lembrar aos investidores dois pontos essenciais em períodos de maior volatilidade: avaliação contínua do papel de cada ativo na sua carteira e diversificação.

Crescimento apesar do abrandamento

O nosso cenário central para 2018 continua a antecipar um crescimento global de 3,4%, prevendo que, à exceção da China, Japão e Reino Unido, o saldo do crescimento se mantenha positivo.

Mercado de ações mais desafiante

Apesar de um enquadramento mais desafiante, os atuais fundamentais estão já a ser refletidos nas avaliações globais das ações e, em termos de valorização, a zona euro continua a parecer atrativa face a outras regiões.
Ver mais artigos