Autor
Raul de Almeida, Politólogo
Artigos

A urgência do bom senso

Se o politicamente correcto nos esmaga, a resposta deve ser uma resistência coerente, bem organizada, que se constitua numa corrente forte de uma grande ideia de liberdade.

Sim, sim, sim, só que não

Acabar com as taxas moderadoras, ancorados na última mentira de Catarina, vindo depois dizer que sim, só que não, é mais um passo para nada acontecer a nível algum. A oposição podia e devia ser activa, enérgica e consequente. Só que também não.

Não há crise na direita

A direita faz falta ao equilíbrio do sistema democrático, e não será o Presidente da República a garantir este equilíbrio. O Presidente poderá, no limite, estabelecer linhas vermelhas para preservação do regime, mas tal não substitui a normal e desejável dinâmica partidária.

A derrota presente e o desafio futuro

Por diferentes caminhos, os tradicionais representantes das forças democráticas europeias deixaram-se encurralar nestas eleições. A responsabilidade é exclusivamente dos partidos do sistema; culpar a conjuntura, ou pior, o eleitorado, só agravará este divórcio em curso.

Dois incautos e um vilão

A escolha será sempre entre diferentes projectos para o futuro da Europa e a lista do aparelho do PS.

‘Doublestandards’ de alto risco

Não sinto qualquer afinidade ideológica com quem vive da fractura social e do patrocínio das tensões entre aqueles que se propõe governar.
Ver mais artigos