Autor
Raul de Almeida, Politólogo
Artigos

Operação maioria absoluta

Este Orçamento é claramente o mais malabarista, em termos de ilusão do eleitor e de satisfação da demagogia dos três sócios da geringonça.

Também por Lisboa

O país é pequeno na hora de decidir que todos se devem deslocar a Lisboa, e enorme no momento de alguém ter de se deslocar do centro da comodidade da capital.

O tempo não anda para trás

Antes de passar o atestado de incapacidade ao povo votante, seria importante que as sucessivas elites eleitas se dedicassem a estudar e a compreender estes fenómenos. O traço comum de reacção de ruptura com um status quo emerso em vícios, distância e hermetismo, convoca há muito a uma reflexão sobre a vitalidade do sistema.

A urgência do silêncio

Não há lugar na Igreja para correntes anti-Papa, por menos que simpatizem com Bergoglio. Não há razão para que a dialéctica entre conservadores e progressistas suscite dúvida em relação ao sucessor de Pedro.

O comboio, grande metáfora do poder das esquerdas

Há um claro reforço da riqueza nos seus detentores tradicionais e uma manutenção do sacrifício nos de sempre, com claro afunilamento das possibilidades de mobilidade social.

Três notas de Verão

Se é verdade que existe um espaço à direita por preencher em Portugal, o do chamado populismo europeu, não é menos verdade que o público português não lhe sente a falta.
Ver mais artigos