Autor
Ricardo Monteiro, Comentador
Artigos

Portugal de fora para dentro (II)

Um irmão meu, nada socialista, dizia, “Eh, pá, então se fosses tu não davas uma ajuda a uma sobrinha?”. A resposta é simples: dava mesmo. Porém, eu não sou político, não tenho poderes para fazer acontecer coisas usando influências.

Maximizar o salário mínimo

É hoje inequívoco e comummente aceite, mesmo por economistas académicos crentes na perfeição dos mercados, que o aumento do salário mínimo não aumenta o desemprego e não ameaça a viabilidade das empresas.

Um Nobel da Paz que não acredita na democracia

O “bem do povo” não pode ser alcançado se o regime classifica os seus cidadãos entre “bons” e “maus”, em que ser “mau” decorre de atravessar a rua fora da passadeira ou de postar uma notícia desagradável sobre a China.

Não há tempo como o presente

Temos que resolver a violência de género? Temos. Temos que defender a democracia e a liberdade? Temos. E também temos uma certeza: nunca, até hoje, estivemos tão preparados para o fazer.

Davos prefere as máquinas

Da próxima vez que ouvir falar da indústria 4.0, já sabe do que se trata. É a mesma que garante que 1% das pessoas detenham hoje 50% da riqueza mundial. E 65% dentro de dez anos.

Pública ou privada, essa não é a questão

Ser gestor público ou privado não é pois onde jaz questão. Ela está na probidade e competência de quem a exerce. Deem-me mais Silva Lopes e menos Farias de Oliveira.
Ver mais artigos