Autor
Rita Garcia Pereira, Advogada
Artigos

Rita no país das pretensas maravilhas…

Devo ser das poucas a questionar tudo mas aprendi que devemos pensar pela nossa cabeça e fazê-lo com todos os dados possíveis. Este é o desafio que deixo.

Jangada de fraude, crónica de um país suicidado

É fácil hoje bater em Joe Berardo. Quantos o fizeram quando se fazia anunciar como comendador e pese embora já fosse claro que o dinheiro não costuma cair das árvores?

A gente vai continuar…

Ver anúncios de saídas, seja na Galp, na TAP, no Santander, no BCP, na Altice ou noutra qualquer empresa que já foi um símbolo de um emprego para a vida, causa-me tanta apreensão quanto o ensurdecedor silêncio que aqueles geram.

Amigos amigos, negócios à parte

Mais do que nunca, importa reter a citação: “o Governo não há-de cair porque não é um edifício. Há-de sair com benzina, porque, no que realmente importa, é uma nódoa”.

Bater no fundo…

Não peço caridade. Peço justiça. A vida de uma pessoa é mais importante do que a distribuição de dividendos a accionistas que, daqui a uns anos, serão chamados a uma qualquer CPI e não se vão recordar de nada.

E o Sporting é o nosso grande amor…

Rúben Amorim simbolizou esta vitória, num percurso feito ao lado de jovens que pouco mais tinham do que a sua capacidade e uma crença enormes.
Ver mais artigos