Autor
Sérgio Dundão, Investigador
Artigos

A exposição mediática da ciência

Quando se retira o pensamento científico dos fóruns próprios e se dá espaço para que qualquer cidadão comum se pronuncie sobre premissas e resultados científicos, passamos a caminhar a passos largos em direcção a uma época de pós-verdade.

Os limites da liberdade de expressão nas redes sociais

A combinação de direitos e garantias dos cidadãos não tem sido implementada nas redes sociais. Por isso, a liberdade de expressão nas redes afigura-se hoje como um direito desmedido, destituído de sentido ético e moral no seu exercício.

Luanda, o templo do poder político de Angola

Qualquer mudança de poder em Angola por uma qualquer eleição ou revolução social pretendida pelos jovens “revus” apenas cimentará a condição histórica da cidade de Luanda, de templo do poder político de Angola.

45 anos da independência de Angola: entre a incerteza e a insatisfação

A juventude angolana acredita que merece uma vida melhor. Por esta razão, o discurso político terá de se adaptar e actualizar, concedendo soluções concretas para os problemas actuais, sob pena de a contestação aumentar.

A crise pandémica e o existencialismo humano

As crises cíclicas fazem parte da ordem das coisas e, como somos  parte de um meio ecológico, não estamos fora dessa cadeia ecológica de relações.

Os cidadãos “inocentes” e os políticos “malandros”

Neste sentido, seria mais fácil, por exemplo, afirmar que a ascensão de Adolf Hitler ao poder, na Alemanha, antes mesmo da instalação do regime nazi, não resultou de uma escolha eleitoral dos cidadãos alemães. De facto, foi, sim, uma escolha dos cidadãos que participaram na eleição de um ditador responsável pela morte de milhões de alemães.
Ver mais artigos