Autor
Shrikesh Laxmidas
Diretor Adjunto
slaxmidas@jornaleconomico.pt
Artigos

PremiumSubida das ‘yields’ preocupa, mas não deve travar as ações

Mexidas nas ‘yields’ soberanas vão provocar mais volatilidade nas bolsas, mas as causas são ‘benignas’ e não devem impedir valorizações das ações, com sectores cíclicos e de ‘valor’ a brilharem. Por cá, PSI 20 depende muito dos ventos do Grupo EDP.

Operação Marquês: Carlos Santos Silva vai a julgamento por seis dos 33 crimes de que estava acusado

Apontado como testa-de-ferro de José Sócrates, Carlos Santos Silva foi acusado de 33 crimes. A decisão instrutória do juiz Ivo Rosa conhecida esta sexta-feira deixa cair 27 dos 33 crimes de que estava acusado.

Sócrates: “Hoje todas as grandes mentiras da acusação caíram”

O ex-primeiro-ministro afirmou que a acusação teve uma motivação política e que depois de ter sido ilibado de corrupcão vai defender-se contra as acusações de branqueamento e de falsificação de documentos, via recurso ou em tribunal. “Prenderam-me e difamaram durante sete anos um inocente”.

“A partir de agora as nossas emissões de obrigações vão ser sempre verdes”, diz CFO da REN

“Somos uma empresa que está no coração do processo de transição energética, a possibilitar a modificação da nossa matriz de geração para uma matriz mais renovável e todo estes investimentos que fazemos são os que beneficiam deste refinanciamento”, disse Gonçalo Morais Soares, em entrevista telefónica.

REN paga 0,5% para emitir 300 milhões na primeira emissão de dívida verde

A gestora de redes energéticas estreou-se na emissão de obrigações verdes com uma colocação na qual a procura superou a oferta em cinco vezes.

Operação Marquês: José Sócrates não vai ser julgado por corrupção

Ivo Rosa considerou “mera fantasia” que José Sócrates tenha recebido 12 milhões de euros de Ricardo Salgado e que houve “total falta de prova” sobre alegada interferência no concurso do TGV. Em relação à acusação sobre o financiamento do empreendimento de Vale do Lobo, disse que também prescreveu e que a decisão não estava nas atribuições de primeiro-ministro.
Ver mais artigos