Autoridades confirmam pelo menos cinco mortos nos incêndios na Califórnia

Várias zonas do Estado da Califórnia estão hoje a lidar com pelo menos seis incêndios de grandes proporções, com três considerados como “críticos” pelos bombeiros locais.

Os corpos carbonizados de cinco pessoas foram encontrados no interior de veículos que foram atingidos pelas chamas de um dos vários incêndios florestais que estão a deflagrar no Estado norte-americano da Califórnia, informaram as autoridades locais.

O gabinete do xerife do condado de Butte, na zona norte da Califórnia, indicou que as vítimas foram todas encontradas na mesma área localizada na cidade de Paradise, que fica a cerca de 300 quilómetros de São Francisco.

Várias zonas do Estado da Califórnia estão hoje a lidar com pelo menos seis incêndios de grandes proporções, com três considerados como “críticos” pelos bombeiros locais.

O diretor do Departamento da Floresta e Proteção de Incêndios da Califórnia, Ken Pimlott, disse que os bombeiros estão concentrados em salvar vidas e prosseguem a retirada de pessoas das zonas mais críticas.

Um incêndio que deflagrou no norte da Califórnia implicou a retirada de 157.000 pessoas das suas casas, precisaram as autoridades locais, que admitiram, ao longo da tarde, a possibilidade de existirem diversos mortos e feridos, mas sem precisar eventuais números.

O fogo perto da cidade de Paradise, norte da Califórnia, já atingia uma área de perto de 258 quilómetros quadrados.

Um outro incêndio a noroeste de Los Angeles estava a propagar-se em direção ao Oceano Pacífico devido aos fortes ventos, tendo sido ordenada a retirada dos residentes da povoação costeira de Malibu.

Ler mais
Recomendadas

Polémica em França: Escolas vão substituir “pai” e “mãe” por “responsável 1” e “responsável 2”

Os defensores da mudança dizem que vai impedir a discriminação contra pais do mesmo sexo, mas os críticos argumentam que esta nova fórmula “desumaniza” a paternidade.

Duro golpe para a indústria britânica: Honda planeia fechar fábrica no Reino Unido

Construtora nipónica parece querer furtar-se às consequências do Brexit e concentra produção no país de origem, apesar de oficialmente não ser essa a explicação. É mais uma má notícia para a indústria britânica.

‘Xuexi Qiangguo’: app da Alibaba com 44 milhões de downloads gera suspeitas na China

Uma app que está a ser um enorme sucesso terá sido criada por um departamento da empresa que é quase desconhecido. A aplicação serve propósitos de propaganda do governo liderado por Xi Jinping.
Comentários