Avaliação bancária das casas: preço do m2 no Algarve cresceu 136 euros no último ano

Em outubro de 2017, o preço do m2 por habitação na região algarvia era de 1.450 euros, tendo atingido no passado mês do presente ano os 1.586 euros, numa variação homóloga de 9,4%.

Foto cedida

Em apenas um ano a região do Algarve viu o preço do m2 aumentar em 136 euros, com o valor médio atual a registar os 1.586 euros, face aos 1.450 verificados no período homólogo de 2017, com uma taxa de 9,4%. Em relação a setembro de 2018, a subida foi de 19 euros, com uma taxa de 1,2%, segundo os dados divulgados pelo inquérito à avaliação bancária na habitação, pelo Instituto Nacional de Estatística, esta quarta-feira, 28 de novembro.

A Área Metropolitana de Lisboa registou uma subida de 102 euros, passando dos 1.382 de outubro de 2017, para os 1.483 euros do período homólogo de 2018, numa taxa de variação de 7,3%. A região do Alentejo (45 euros) foi aquela onde o preço do m2 cresceu em menor escala, dos 971 euros para os 1.016, numa taxa de variação homóloga de 4,6%.

Apartamentos

Neste segmento o Algarve foi também a região que obteve uma maior subida no preço do m2 (169 euros) aumentando dos 1.437 euros de outubro de 2017, para os 1.606 euros de outubro do presente ano, numa variação homóloga de 11,8%. Em seguida surge a zona Norte (96 euros) dos 1.032, para os 1.128 euros e uma taxa de variação de 9,3%.

Comparativamente com setembro, a região dos Açores e o Centro apresentaram a maior subida (1,5%) e a região da Madeira registou a única descida (-1,3%).

As regiões do Alentejo e Açores (ambas com 71 euros) foram aquelas que registaram uma subida menor no último ano, com taxas de variação de 0,7% e 1,5%, respetivamente. A região da Madeira conseguiu baixar em três euros o preço do m2 no último ano.

Moradias

É a única das três vertentes onde a região a sul do país se vê ultrapassada no valor do m2 (41 euros),sendo apenas batido pelo Alentejo (28 euros). A Área Metropolitana de Lisboa foi aquela onde se verificou o maior aumento (157 euros), dos 1.383 euros de outubro último, para os 1.540 euros no período homólogo do presente ano, tendo uma taxa de variação de 11,4%.

Outro grande destaque vai para a região da Madeira com uma subida de 110 euros no preço do m2, valendo no passado mês de outubro 1.368 euros, face aos 1.258 registados no mesmo período de 2017, com uma variação homóloga de 8,7%.

 

Ler mais
Recomendadas

Vem aí a nova sociedade que vai controlar a “TSF”, o “DN” e o “Jornal de Notícias”

Os credores da Controlinveste, Millennium bcp e Novo Banco, acordaram o lançamento de uma nova sociedade que reúne as participações detidas pelas empresas de Joaquim Oliveira na Global Media, cuja posterior venda permitirá que os bancos presididos por Miguel Maya e António Ramalho possam recuperar parte dos 548 milhões de euros perdidos na Controlinveste

Comércio digital cresce mesmo sem tecnologia futurista

Os empresários contactados pelo Jornal Económico, que desenvolvem plataformas de comércio eletrónico, vendem ‘online’ ou estão ligados à indústria logística, defendem que os novos sistemas de pagamento têm facilitado a evolução deste mercado.

“Vamos assistir à terceirização do e-commerce”, afirma presidente da ACEPI

O presidente da ACEPI, Alexandre Nilo Fonseca, considera que o ramo alimentar, “que até agora tem estado um bocadinho afastado do digital”, vai assistir a uma evolução no comércio ‘online’.
Comentários