AY4.2. Nova variante leva médicos britânicos a pedir regresso das restrições

Com o Reino Unido a registar entre 40 a 50 mil casos de Covid-19 diários, o Serviço Nacional de Saúde deu conta na última semana de uma sub-variante da variante Delta que foi responsável por 6% dos novos casos no final do mês de setembro.

Reino Unido | Getty Images

Os médicos do Reino Unido querem que o governo de Boris Johnson volte a impor restrições no país devido ao aumento de casos e internamentos nas unidades hospitalares para que dessa forma o país evite “uma crise no inverno”, conta a CNBC esta quarta-feira, 20 de outubro.

Contudo, e para piorar a situação no país, o Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS) deu conta na última semana de uma sub-variante da variante Delta, designada como ‘AY 4.2 que foi responsável por 6% dos novos casos na semana de 27 setembro.

Funcionários do NHS emitiram um comunicado conjunto dirigido ao executivo onde pedem que sejam “introduza medidas, como o uso obrigatório de máscaras em espaços esgotados e fechados”, alertando que o NHS tem vindo a verificar um aumento de casos “preocupante nos hospitais e na comunidade numa altura que se prepara para um inverno rigoroso”.

O Reino Unido tem registado entre 40 a 50 mil casos de Covid-19 diários, número ainda assim inferior ao início da pandemia devido à vacinação. No dia de ontem foram verificados 43.738 novos casos e 23 mortes. O país registou até ao momento mais de 8,5 milhões de casos, num total de 138.852 mortes.

Recomendadas

Joe Biden diz que não há “motivo para pânico” com a variante Ómicron

“Há motivo para preocupação, com esta nova variante, mas não para pânico”, disse Biden, num discurso a partir da Casa Branca, onde repetiu os argumentos hoje apresentados pelo seu conselheiro para a Saúde, Anthony Fauci.

13 casos da variante Ómicron no Belenenses-SAD já são notícia lá fora

Do “El País”, ao “Washington Post” e de passagem pelo “The Guardian”. Os 13 casos da variante Ómicron em Portugal são notícia lá fora.

De Guterres a Von der Leyen. Ómicron obriga líderes mundiais a lançar alertas

A nova variante já atingiu quatro continentes e não tem deixado os líderes mundiais indiferentes.
Comentários