Barril de Brent supera 80 dólares com aproximação de furacão da costa dos EUA

Desde a abertura na segunda-feira (77,57 dólares), a cotação do Brent aumentou 3,21% no mercado de Londres.

Ler mais

O preço do barril de petróleo Brent superou hoje os 80 dólares no mercado de Londres, por se recear que o furacão Florence possa atingir a costa leste norte-americana, afetando o fornecimento de energia na região.

O petróleo do mar do Norte, de referência na Europa, negociava às 15:40 (hora de Lisboa) a 80,06 dólares, aproximando-se de 80,50 dólares, o nível mais elevado desde 2014.

No mercado de Nova Iorque, o preço do barril de petróleo do Texas (WTI) para entrega em outubro também seguia em alta e negociava a 70,20 dólares.

Florence, um furacão de categoria 4 na escala de Saffir-Simpson, composta por cinco níveis, ameaça com ventos fortes e chuvas torrenciais uma extensa parte da costa leste norte-americana, em particular os estados da Carolina do Norte e da Carolina do Sul.

O possível impacto do furação em infraestruturas petrolíferas e no consumo energético da região tem motivado um aumento do preço do crude nas últimas horas, segundo analistas citados pela agência EFE.

Desde a abertura na segunda-feira (77,57 dólares), a cotação do Brent aumentou 3,21% no mercado de Londres.

Recomendadas

Wall Street abre misto com Nasdaq a desanimar

Apesar de a Tesla ter estado a cair antes da abertura do mercado, após a suspeita da justiça norte-americana, a fabricante liderada por Musk recuperou e sobe cerca de 0,40%.

Portugal emite 1.400 milhões em dívida de curto prazo com taxas menos negativas

Num leilão em que o montante máximo indicativo era de 1.500 milhões de euros, o IGCP colocou um total 1.400 milhões de euros. Nas duas linhas – de seis e 12 meses – as taxas foram negativas, mas subiram face a leilões anteriores.

Bolsas continuam a ignorar guerra comercial

A cotação do barril de petróleo mantém-se acima dos 79 dólares, depois de as autoridades sauditas adiantarem que estão confortáveis com os preços do Brent acima dos 80 dólares por barril.
Comentários