BBVA: Francisco González será sucedido por Carlos Torres

Francisco González é presidente do BBVA desde 2000 e atualmente é Group Executive Chairman do BBVA e termina o atual mandato, que será o último, no próximo dia 31 de dezembro.

BBVA

O Conselho de Administração do BBVA aprovou a saída do histórico presidente do banco espanhol e a entrada para o seu lugar de Carlos Torres Vila, noticia o El Economista.

Francisco González é presidente do BBVA desde 2000 e atualmente é  Group Executive Chairman do BBVA e termina o atual mandato, que será o último, no próximo dia 31 de dezembro.

Carlos Torres Vila é um banqueiro espanhol, que desde maio de 2015 é CEO (Chief Executive Officer) do Banco Bilbao Vizcaya Argentaria.

Já é o segundo grande banco espanhol a anunciar mudanças na cúpula de gestão. Ontem o

O Banco Santander noticiou que nomeou Andrea Orcel, chefe da área de investimentos do UBS, como seu próximo CEO, substituindo assim José Antonio Álvarez, que passa agora a vice-presidente executivo do grupo espanhol. Estas nomeações serão efetivas depois de serem obtidas as autorizações necessárias, mas “nunca antes de 01 de janeiro de 2019”, segundo o comunicado do Santander.

Recomendadas

Procura de empréstimos pelas empresas “aumentou fortemente” no segundo trimestre

Conclusões do inquérito aos bancos sobre o mercado de crédito indica que em termos de oferta os critérios de concessão de crédito a empresas e particulares tornaram-se mais restritivos face ao trimestre anterior.

Santander lança cartão digital para pagamentos contactless, QR Code e transferências MB Way

“Nos pagamentos com o telemóvel, os clientes do Santander são dos poucos no mercado que, através da app do banco, já podem utilizar o seu telefone com sistema operativo Android para fazer compras contactless em qualquer parte do mundo”, refere o banco liderado por Pedro Castro e Almeida.

Salários da CGD aumentaram em 2019 com início de pagamento de bónus

Os salários da administração da CGD cresceram para 3,6 milhões de euros no ano passado, um aumento de 22,5% justificado com o início de um programa de pagamento de remunerações variáveis, que já estava previsto, revelou o banco.
Comentários