BCE estuda reduzir compra de dívida para metade

Programa de compra de dívida poderá prolongar-se por mais nove meses durante 2018 mas com uma quantia de 30 mil milhões de euros mensais.

Ralph Orlowski/Reuters

A reunião do Banco Central Europeu, marcada para o próximo dia 26 de outubro, deverá trazer novidades ao nível do programa de estímulos monetários que a instituição liderada por Mario Draghi tem vindo a promover, escreve hoje a Bloomberg.

Atualmente, o BCE tem fixado o programa de compra de dívida  em 60 mil milhões de euros mensais, estando este montante definido até ao final deste exercício. Os analistas questionam a probabilidade de existir um corte brusco destes estímulos, pelo receio de que se esteja a bloquear a recuperação económica, e apontam para um novo prolongamento do programa.

A Bloomberg cita fontes oficiais do BCE para materializar as datas deste eventual prolongamento e de acordo com estas informações, uma boa parte dos conselheiros estão inclinados para que o programa de compra de ativos seja prolongado por mais nove meses, ou seja, até outubro de 2018.

Quanto à quantia mensal destinada a estas compras de ativos, e ainda de acordo com as mesmas fontes, o valor poderá ser reduzido para metade: dos 60 milhões de euros em vigência para 30 milhões de euros.

Recomendadas

Floresta diversificada resiste melhor a fogos e secas, revela estudo

Investigadores liderados pelo biólogo William Anderegg, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, concluíram que uma floresta com uma grande variedade de árvores e de características diversas relacionadas com o fluxo da água sofre menos com os períodos de seca.

Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de motores, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

Prozis Tech Maia vai representar investimento superior a 15 milhões de euros

Já está em curso o processo de recrutamento para a entrada imediata de 300 colaboradores, sobretudo nas áreas da programação e dos sistemas informáticos.
Comentários