Bolsa de Lisboa acompanha perdas da Europa

No PSI 20, fecharam a cair a Pharol, a Corticeira Amorim e os CTT, enquanto o BCP e a Mota-Engil contrariam. Na Europa, o único dos maiores índices a contrariar a tendência foi o britânico FTSE 100.

Kai Pfaffenbach/Reuters

A Bolsa de Lisboa fechou esta quinta-feira a penúltima sessão do ano com um ganho de 0,21% para 5.367,83 pontos e com 12 das 18 cotadas no vermelho. O PSI 20 seguiu a tendência europeia, onde o dia foi pintado a vermelho e onde a semana entre o Natal e o final do ano é de baixo volume de negociações.

A liderar as perdas no índice estiveram a Pharol, que caiu 2,66% para 0,256 euros por ação, a Corticeira Amorim, que perdeu 2,04% para 10,305 euros por ação e a Sonae, que recuou 1,58% para 1,121 euros.

As ações dos CTT tombaram 1,86% para 3,484 euros, depois de o principal acionista da operadora postal ter anunciado esta quarta-feira que reforçou a participação na empresa. A Gestmin SGPS aumentou a posição nos CTT – Correios de Portugal, através da aquisição de 1,19 milhões de ações, passando a deter 11,01% do capital social e dos direitos de voto da operadora postal.

“A contrariar esta tendência estiveram as ações do BCP e da Mota-Engil que registaram valorizações de 0,19% e 0,63%, respetivamente”, explicaram os analistas do BPI. “De acordo com a informação enviada à CMVM, a Mota-Engil recebeu ordens de subscrição no valor total de 60,5 milhões de euros na emissão de obrigações seniores realizada no passado dia 11 de dezembro”.

A tendência de queda estendeu-se por toda a zona euro. “Nos mercados europeus, as variações na sessão de hoje foram pouco significativas, tendo o volume negociado sido inferior ao habitual dada a actual época natalícia”, acrescentaram.

O índice europeu Stoxx 50 perdeu 0,84%, enquanto o alemão DAX recuou 0,67%, o francês CAC 40 caiu 0,62%, o espanhol IBEX 35 tombou 0,65% e o italiano FTSE MIB perdeu 0,30%. Em sentido contrário, o índice britânico FTSE 100 conseguiu chegar ao verde, tendo subido 0,04%.

No mercado cambial, o euro segue a valorizar 0,48% para 1.1953 dólares. No mercado de dívida pública, os juros da zona euro sobem de forma generalizada. As yields da dívida alemã a 10 anos sobem para 0,41%, em Espanha para 1,49% e em Portugal para 1,82%.

Ler mais
Relacionadas

Praça lisboeta negoceia no vermelho

A bolsa de Lisboa negoceia esta quinta-feira no vermelho, com o principal índice de referência do mercado de capitais português (PSI 20) a cair 0,10% para os 5.380,96 pontos.

Principal acionista dos CTT reforça participação para 11% do capital

A empresa Gestmin, em que o administrador não executivo dos CTT João Pereira Bento é vice-presidente, adquiriu um total de 1,19 milhões de ações da operadora postal, logo a seguir à apresentação do plano de reestruturação.

Mota-Engil emitiu 60,5 milhões de euros em obrigações seniores

A operação, que aconteceu no dia 11 de dezembro e em simultâneo com recompra de empréstimos obrigacionistas, foi realizada em linha com os objetivos estratégicos da construtora.
Recomendadas

Wall Street ganha mais de 2% impulsionado por resultados

Banca, tecnologia e saúde foram os setores que mais puxaram pelos principais índices norte-americanos.

Paul Singer, CEO da norte-americana Elliott Management, compra 2,29% da EDP

A Elliott Management é conhecida por investir em ‘distressed assets’, e o histórico da gestora passa pela aposta na quedas das ações da PT em 2014 e uma longa luta para recuperar o investimento em obrigações Argentinas após o ‘default’ de 2002.

Bolsa portuguesa beneficia do otimismo em Wall Street. NOS, Mota-Engil e CTT disparam

PSI 20 encerrou a sessão desta terça-feira a somar 0,92%, para 5.042,74 pontos.
Comentários