Bolsa de Lisboa acompanha praças europeias em terreno positivo

Lisboa negoceia a valorizar, acompanhando os ganhos em Madrid, Londres, Paris e Frankfurt

A bolsa de Lisboa abriu a sessão desta sexta-feira em terreno positivo a subir 0,43% para 4945.08 pontos. O PSI 20 acompanha a subida das principais praças europeias. Em Madrid, o IBEX 35 sobe 0,088%; em Paris, o CAC 40 valoriza 4812.02 pontos; em Londres, o FTSE 100 ganha 0,40%; em Frankfurt, o DAX 30 sobe 0,15%.

Em Lisboa, destaque para a EDP Renováveis que sobe 1,08% para 7,9450 euros, enquanto a EDP ganha 0,65% para 3,0820 euros. Já a Galp valoriza 0,69% para 14,5950 euros.

Na distribuição, a Jerónimo Martins recua 0,23% para 10,6550 euros, enquanto a Sonae sobe 0,53% para 0,8810 cêntimos.

Por seu turno, os CTT sobem 0,13% para 3,0520 euros. Na quinta-feira, os CTT reagiram à recomendação da ANACOM que recomenda aos CTT terem em cada concelho um posto ou estação de correios. Os correios “reafirmam” que estão presentes em todos os municípios.

Destaque para a Semapa que valoriza 2,79% para 14,720 euros, e para a Sonaecom que ganha 2,20% para 0,8810 cêntimos.

A REN segue a descer 0,16% para 2,5360 euros. Na quinta-feira, a cotada reagiu à decisão do Tribunal Constitucional, que se pronunciou pela constitucionalidade do pagamento da taxa sobre o setor energético (CESE). A REN argumenta que a decisão do TC diz somente respeito ao ano de 2014, não podendo ser aplicado para os anos seguintes de aplicação da CESE.

Para esta sexta-feira está marcada a reunião de acionistas da Pharol, com a renovação do mandato da administração em cima da mesa. Record-se que a Pharol anunciou esta semana que tinha chegado a um acordo com a Oi. A Pharol segue a ganhar 0,32% para 0,1876 cêntimos.

Na banca, o BCP recua 0,33% para 0,2446 cêntimos.

A Mota-Engil ganha 1,39% para 1,7460 euros, depois de ter vencido uma obra em Angola no valor de 25 milhões de euros, conforme avançou a Lusa.

Já a bolsa de Wall Street fechou em alta na sessão de quinta-feira, com o indíce S%P a registar uma série de cinco sessões de fechos positivos, a primeira vez desde setembro.

[Cotações retiradas às 08:09]

Ler mais
Recomendadas

Paciência esgotada? Fed deverá abrir hoje a porta para corte da taxa de juro

Debaixo de pressão intensa de Trump e da guerra comercial, Jerome Powell deverá manter as taxas inalteradas, mas vai aproveitar a reunião que termina esta quarta-feira para sinalizar um corte na ‘federal funds rates’ em julho ou em setembro, segundo os analistas. A projeção para a inflação deverá ser revista em baixa.

Apesar da ira de Trump, Sintra não foi palco de ‘guerra cambial’ entre Europa e EUA

Primeiro dia do Fórum do Banco Central Europeu (BCE), em Sintra, ficou marcado pela troca de palavras entre Donald Trump e Mario Draghi. “Não visámos as taxas de câmbio”, disse o presidente do BCE, em resposta à crítica do presidente norte-americano sobre o impacto de possíveis cortes adicionais da taxa de juros na zona euro.

Ásia e sustentabilidade: as lentes dos investidores em 2030, segundo a Allianz Global Investors

O “Investment Fórum 2019” da gestora de investimentos do grupo alemão Allianz, que se realizou em Frankfurt, concluiu ainda que a probabilidade de a guerra comercial continuar é significativa.
Comentários