Bolsa de Lisboa em terreno negativo penalizada pelo setor energético

A tensão entre os Estados Unidos e o Irão vão continuar a dominar as notícias esta segunda-feira.

A bolsa de Lisboa está a recuar 0,0,6% para 5.123,33 pontos na sessão desta segunda-feira, 24 de junho. Na Europa, a maioria das praças negoceiam em terreno positivo: Paris sobe 0,23%, Londres valoriza 0,26%, Madrid ganha 0,55%, com a única exceção a ser Frankfurt que desce 0,069%.

Em Lisboa, a F. Ramada está a registar a maior subida: 6,32% para 7,40 euros. Segue-se a Sonaecom com um subida de 4,42% para 0,71 euros, e a Altri que ganha 2,64% para 5,63 euros.

Destaque para a Pharol que valoriza 1,59% para 0,15 euros e para a Mota-Engil que ganha 1,44% para 1,91 euros.

A negociar em terreno negativo encontram-se quatro cotadas. A EDP Renováveis desce 1,76% para 8,95 euros, e a REN perde 0,20% para 2,44 euros.

Já a EDP perde 0,15% para 3,39 euros, enquanto a Jerónimo Martins recua 0,03% para 14,29 euros.

A tensão entre os Estados Unidos e o Irão vão continuar a dominar as notícias esta segunda-feira. No domingo, os Estados Unidos realizaram uma série de ciberataques contra sismteas de misseis e redes de espionagem do Irão. Apesar da tensão, Donald Trump já garantiu que está disponível para chegar a um acordo com Teerão.

Ler mais
Recomendadas

Depois das praças europeias, Brexit penaliza Wall Street

O Goldman Sachs aumentou a sua estimativa quanto à probabilidade de o Brexit vir mesmo a acontecer, atribuindo agora 65% de hipóteses para que o divórcio entre a União Europeia e o Reino Unido ocorra no dia 31 de outubro.

Brexit assusta bolsas europeias e PSI 20 perde 0,73%

Voto no Parlamento britânico sobre o acordo do Brexit negociado esta semana com a União Europeia causou algum desconforto para os investidores. No PSI 20, a Mota Engil e o BCP lideraram as perdas numa sessão em que 13 cotadas encerram em queda.

Wall Street abre a negociar flat

A penalizar Wall Street está nomeadamente o anúncio da Johnson & Johnson, após a empresa norte-americana anunciar que terá de retirar do mercado um lote de produto. Por outro lado, resultados da Coca-Cola, Intuitive Surgical e American Express2 animam as praças norte-americanas.
Comentários