Bolsa de Lisboa fecha na linha de água em dia de feriado católico. Petróleo dispara

Na Europa o verde dominou. Os investidores reagiram à decisão de política monetária da Federal Reserve (Fed). O petróleo dispara à medida que crescem as tensões entre o Irão e os Estados Unidos.

Kai Pfaffenbach/Reuters

As ações da Galp (+0,80% para 13,155 euros); e as da Corticeira Amorim (+1,39% para 10,2 euros) lideraram as subidas bolsa de Lisboa numa sessão morna por ser o feriado Dia do Corpo de Deus. Mas não chegaram para manter o PSI 20 à tona de água, tendo fechado a cair ligeiramente (-0,039% para 5.096,95 euros).

Na lista das maiores quedas no índice esteve a Altri (que desceu -1,22% para 6,085 euros), tal como a Sonae que perdeu 1,22% para 0,851 euros.

O BCP que na sessão anterior tinha valorizado mais de 1% fechou a perder 0,61% para 0,2610 euros.

Na Europa o verde dominou. Os investidores reagiram à decisão de política monetária da Federal Reserve (Fed), o banco central americano, que, apesar de manter os juros inalterados, indicou que cortes nas taxas podem ser efetuados ainda este ano. O FTSE 100 de Londres ganhou 0,28% para 7.424,44 pontos; o CAC 40 subiu 0,31% para 5.535,6 pontos; o DAX valorizou 0,38% para 12.355,4 pontos; e o FTSE MIB de Milão subiu 0,66% para 21.361,44 pontos.

Espanha viu o seu índice perder 0,25% para 9.208,5 pontos.

Com isto o EuroStoxx 50 avançou 0,39% para 3.468 pontos.

O petróleo dispara à medida que crescem as tensões entre o Irão e os Estados Unidos. O Irão, liderado por Hassan Rouhani, anunciou que destruiu um drone de espionagem americano que circulava no espaço aéreo iraniano. Algo que foi confirmado ainda de manhã pelo Pentágono. Donald Trump já reagiu, através da rede social Twitter,  dizendo que o “Irão cometeu um erro muito grande”. O Brent, referência na Europa, valoriza 4% para 64,29 dólares o barril e o crude West Texas nos EUA dispara nesta altura 5,93% para 56,95 dólares.

O euro sobe 0,61% para 1,1295 dólares.

A dívida soberana está em queda na Alemanha (bunds descem 3 pontos base para 0,318%); em Portugal cai 1,4 pontos base para 0,537%; em Espanha cai 1,1 pontos base para 0,392%. Só em Itália os juros agravam 3,6 pontos base para 2,145%.

Ler mais
Recomendadas

Irão enerva Wall Street

Foi um final de semana tremido para a bolsa nova-iorquina com os três principais índices a fechar no vermelho.

BCP arrasta Bolsa de Lisboa para perdas. Europa fecha mista

Segundo o Eurostat Portugal continua a apresentar a terceira maior dívida pública (123,0% do PIB), depois da Grécia (181,9%) e da Itália (134,0%). Isto penalizou sobretudo bolsa italiana e a dívida soberana de Itália. No PSI 20 a queda de mais de 2% do BCP é justificada em parte pelo facto de o DjStoxx Banks ter a pior performance do dia.

PremiumPowell vai decidir quanto poderá correr o ‘touro’ de Wall Street

Os índices bolsistas norte-americanos não descolam de máximos e aguardam apenas o ‘OK’ da Fed no dia 31 para voarem mais alto com juros mais baixos. Nem a estagnação dos lucros reduz expetativas.
Comentários