Bolsa portuguesa encerra no ‘verde’ pela primeira vez em duas sessões

O PSI 20 fechou a última sessão da semana a ganhar 0,25%, para 5.006,81 pontos, contrariando a tendência pessimista das principais congéneres europeias.

O principal índice bolsista nacional, PSI 20, fechou a última sessão da semana a ganhar 0,25%, para 5.006,81 pontos, contrariando a tendência pessimista das principais congéneres europeias. Depois de duas sessões de fortes quedas, o PSI 20 fechou a semana a recuperar graças ao retalho e à Altri.

A Altri – que tinha registado fortes quedas nas últimas duas sessões – ganhou 3,62%, para 7,73 euros. No retalho, destaque para a Jerónimo Martins que foi uma das empresas cotadas que mais contribuiu para o bom desempenho da praça portuguesa, valorizando 1,60% para 11,46 euros.

A Sonae, contudo, foi a líder nos ganhos do índice. A empresa subiu 5,19% para 0,87 euros, um dia depois de ter cancelado a dispersão em bolsa da sua unidade de retalho, onde se inclui a cadeia de supermercados Continente. A Sonae justificou a decisão com a recente maré negra nos mercados.

Em contraciclo, surgiu a Galp Energia e a EDP. A petrolífera recuou 1,26% para 15,65 euros enquanto a elétrica perdeu 0,88% para 3,05 euros.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX caiu 0,13%, o britânico FTSE 100 fechou a perder 0,15%, o francês CAC 40 desceu 0,20%, o holandês AEX recuou 0,31%, o espanhol IBEX 35 tombou 1,20% e o italiano FTSE MIB desvalorizou 0,53%.

Nas commodities, o Brent está a valorizar 0,26%, para 80,47 dólares, e o WTI ganha 0,79%, para 71,53 dólares.

Entre as divisas, o euro segue a perder 0,23% face ao dólar, para 1,15 dólares.

Ler mais
Relacionadas

Euronext sobre Sonae MC: “É assim que os mercados funcionam”

O CEO da Euronext Lisbon, Paulo Rodrigues Silva, lembrou que tem havido muita volatilidade nos mercados nos últimos dias, relacionada com Itália, a guerra comercial e o Brexit.

PremiumSonae falha venda em bolsa do Continente

Grupo desistiu da Oferta Pública de Venda das ações da unidade de retalho, devido ao falhanço da colocação junto de institucionais. Segundo fontes do mercado contatadas pelo Jornal Económico, a Sonae mantém a intenção de colocar a unidade de retalho em bolsa.

Sonae falha entrada em bolsa do negócio de retalho

Sonae cancelou Oferta Pública de Venda das ações da unidade de retalho do grupo, devido ao falhanço da colocação junto de investidores institucionais, que era uma condição essencial à concretização da entrada em bolsa.
Recomendadas

Setor papeleiro coloca PSI 20 a valorizar na primeira sessão da semana

A bolsa de Lisboa abriu a primeira sessão da semana a ganhar, com a Navigator a liderar os ganhos.

Bolsa de Tóquio ganha 1,82% no fecho

O segundo índice de referência, o Topix, seguiu a mesma tendência e subiu 1,56%, nas últimas transações do dia, cotando-se nos 1.601,96 pontos.

Poderio global de dados ajuda gigantes tecnológicas a superar traumas

A Apple não trouxe mais más notícias e a Facebook superou as expetativas. Os investidores estão a gostar da resistência das tecnológicas e o potencial que a base global de clientes oferece.
Comentários