Bordado Madeira com quebras de entre 30 a 40% na comercialização

Em 2019, a comercialização chegou aos 545 mil euros mas, este ano, a Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, estima que se fique pelos 300 mil euros.

O secretário regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Humberto Vasconcelos, estima que a comercialização do bordado Madeira venha a registar uma quebra entre 30 a 40% este ano devido à pandemia da covid-19. “Há uma quebra muito grande, entre 30 a 40% a menos na comercialização”, referiu o secretário regional na cerimonia de promoção da nova imagem do bordado.

Em 2019, a comercialização chegou aos 545 mil euros mas, este ano, a Secretaria estima que se fique pelos 300 mil euros. Sujeito à procura interna por parte dos turistas e à exportação, o bordado Madeira sofreu igualmente com a crise provocada pela pandemia da covid-19.

A Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, através do Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM) lançou esta terça-feira uma campanha promocional do Bordado Madeira baseada numa nova imagem, associada “a uma maneira de estar contemporânea e à tropicalidade da ilha”.

Segundo a Secretaria Regional, “o foco das imagens é na contemporaneidade, elegância e refinamento, associado ao design do bordado e ao seu material mais comum, o linho branco. A tropicalidade da ilha como fundo que marca o lugar da sua proveniência”. “É uma forma de ajudar o setor, fazendo lembrar que o bordado Madeira, que remonta ao século XIX, existe”, acrescentou.

Destinado a um público com “requinte”, o bordado da Madeira pode ser apreciado exposto em mesas mas também na moda e na roupa para o lar.

Recomendadas

Bayer compra empresa de biotecnologia americana por 3,3 mil milhões de euros

A empresa alemã vai pagar metade da verba, enquanto a outra metade será paga de acordo com os objetivos atingidos pela Asklepios BioPharmaceutical, que aposta em terapias genéticas e tratamentos contra a doença de Parkinson e problemas cardíacos.

Allianz compra 75% da Galp Gás Natural Distribuição por 368 milhões

A operação ficou fechada por 368milhões de euros. A Galp Gás Natural Distribuição detém nove empresas regionais de distribuição de gás natural em Portugal.

Estudo de impacto ambiental dá ‘luz verde’ ao projeto de modernização do terminal de contentores de Alcântara

Em entrevista ao Jornal Económico, Diogo Marecos, administrador da Liscont, concessionária do terminal detida pelo grupo turco Yilport, garante que a empresa está pronta para avançar com este projeto no primeiro trimestre de 2021, cujo investimento, de 120 milhões de euros, será da sua exclusiva responsabilidade.
Comentários