BPI alarga moratórias para famílias e empresas com carência de capital entre seis a doze meses

A partir de segunda-feira, os clientes que estejam em situação regular com o BPI poderão beneficiar do alargamento do regime da moratória publica junto do banco, que prevê dar carências de capital entre seis e doze meses.

Manuel de Almeida/Lusa

O BPI anunciou este domingo o alargamento das moratórias aos créditos dos clientes que se encontram em situação regular com o banco e que não estão abrangidos pelo regime aprovado pelo Governo na sexta-feira.

As medidas apresentadas pela instituição financeira liderada por Pablo Forero entram em vigor a partir de segunda-feira, dia 3o de março.

Para as famílias, o BPI vai dar carência do pagamento de capital nos créditos dos clientes até 30 de setembro. Neste capítulo, o banco disse em comunicado que “está está disponível para analisar e oferecer soluções para os Clientes em situação regular de crédito, que não se encontrem abrangidos pela moratória pública”.

No âmbito da moratórias dos créditos das famílias está incluída a moratória com carência de capital no crédito à habitação durante seis meses, a pedido do cliente, “sem qualquer alteração de condições, totalmente isenta de comissões e disponível em suporte digital, através do BPI Net”.

Os particulares também vão poder beneficiar de uma moratória para o crédito pessoal e financiamento automóvel com carência de capital durante seis meses.

O BPI aumentou ainda as linhas de crédito pré-aprovadas.

Os clientes que vejam os seus rendimentos reduzidos por causa da Covid-19 não terão agravamentos nas condições dos créditos à habitação, isto é, as bonificações dos spreads não serão afetadas, e nos pacotes básicos de serviços (Conta Valor).

Para as empresas, o BPI vai pôr em execução as medidas que já foram lançadas pelo Estado, designadamente a moratória de crédito, de capital e juros, até 30 de setembro, manter todas as linhas de crédito já contratadas até 30 de setembro, manter a linha Capitalizar 2018 Covid-19 com uma dotação global de 400 milhões de euros e a Linha de Apoio à Economia Covid-19, que tem uma dotação global de três mil milhões de euros, essencialmente destinada aos setores da restauração, turismo, agências de viagens, animação turística e indústria.

Além destas medidas, o BPI vai dar às empresas, a partir de segunda-feira, uma moratória adicional de crédito, abrangendo o capital, até doze meses.

Para as pequenas e médias empresas, o BPI vai aumentar as linhas de crédito de curto-prazo pré-aprovadas, designadamente para os empresários em nome individual para apoiar a tesouraria e a liquidez. Os particulares também poderão recorrer a estas linhas de curto-prazo.

A instituição financeira revelou ainda que poderá dar um adiantamento até 20% do valor aprovado no âmbito das linhas públicas de apoio ao Covid-19.

 

Ler mais
Relacionadas

BCP anuncia moratória de seis meses para crédito à habitação e empresas. Crédito pessoal fica de fora

O BCP dá moratória no crédito à habitação mas deixa de fora o crédito pessoal. O BCP aposta nas soluções para empresas. Para além da moratória estipulada por lei. Ao todo as medidas custam ao banco 4,7 mil milhões.

Respostas Rápidas: Tudo o que precisa de saber sobre a moratória aos créditos bancários

Conheça a medida de apoio à economia que suspende as prestações dos créditos bancários até 30 de setembro de 2020, para as famílias e empresas afectadas pelo ‘lockdown’ económico decretado pelo Estado para travar o contágio do coronavírus.

Bancos têm de avaliar pedidos de moratória em cinco dias

Quem não cumprir os requisitos da moratória ou preste informações falsas é punido criminalmente. Já os bancos são punidos com as coimas do Banco de Portugal que podem chegar a 500 mil euros.
Recomendadas

Revolut ultrapassa um milhão de clientes na Península Ibérica. Em Portugal há meio milhão

Em Portugal são já mais de 500 mil os clientes, enquanto em Espanha o valor já ultrapassou os 600 mil utilizadores.

APB anuncia Sertã e Loures como vencedoras da Final Nacional do European Money Quiz 2020

A APB associa-se a esta iniciativa pelo terceiro ano consecutivo. Participaram na edição de 2020 cerca de 2 mil alunos do ensino básico, oriundos de 48 escolas de todo o país, incluindo ilhas.

PremiumFundo de Resolução responde a pedido do Bloco de Esquerda na próxima semana

O partido pediu o contrato de venda do Novo Banco, a resposta deverá ser enviada na próxima semana. Há seis contratos na venda.
Comentários