Brisa aumenta receitas em 7,7%, para 277,5 milhões de euros

Empresa liderada por Vasco de Mello conseguiu 267,3 milhões de euros de receitas de portagem nos primeiros seis meses deste ano, mais 6,2% do que na primeira metade do exercício de 2017.

Ler mais

A BCR – Brisa Concessão Rodoviária fechou o primeiro semestre deste ano com 277,5 milhões de euros de proveitos operacionais, um crescimento de 7,7% face ao período homólogo.

A empresa liderada por Vasco de Mello conseguiu 267,3 milhões de euros de receitas de portagem nos primeiros seis meses deste ano, mais 6,2% do que na primeira metade do exercício de 2017.

“No primeiro semestre de 2018 observou-se uma variação positiva do tráfego médio diário (TMD) na rede BCR de 4,1%, apesar das fracas condições climatéricas registadas”, destaca o comunicado envidado hoje, dia 14 de setembro, pela concessionária de autoestradas do Grupo José de Mello à CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

De acordo com esse documento, “neste período, a BCR apresentou um volume de tráfego de 18.795 veículos/dia, mantendo, assim, a boa dinâmica de crescimento que tem vindo a evidenciar nos últimos anos”.

Os maiores crescimentos na rede de autoestradas da BCR neste primeiro semestre de 2018 ocorreram na A10, a autoestrada do Ribatejo. que faz a ligação entre a A9 (Bucelas), a A1 (Carregado) e a A13 (Benavente). Registou-se uma subida de 9,7% no TMD no período em análise.

Logo a seguir, posicionou-se a A9 (CREL), com uma subida de 9,2% no TMD no primeiro semestre de 2018.

A A6 (mais 5,2%), a A12 (mais 5%) e a A13 (mais 4,9%) foram as autoestradas da BCR que registaram maior crescimento de tráfego durante os primeiros seis meses deste ano.

O comunicado da BCR salienta que na primeira metade deste ano “os veículos pesados registaram um aumento mais expressivo do que os ligeiros, beneficiando do bom momento macroeconómico que se vive no  país (+7,6% e +3,9%, respetivamente)”.

A BCR adianta ainda que no primeiro semestre deste ano avançou com  um investimento de 16,7 milhões de euros, “maioritariamente afeto a obras de alargamento e de reposição de pavimentos”.

“No segundo semestre de 2018, o investimento na infraestrutura da BCR deverá ser suportado ao registado nos primeiros seis meses do ano, mantendo-se direcionado para as grandes reparações e alargamentos”, avança o referido comunicado da BCR

Recomendadas

STCP vai fechar o ano com 50 autocarros novos

Estes autocarros fazem parte de um pacote de renovação da frota da empresa que passou pela aquisição, em curso, de um total de 188 autocarros, que irão entrar todos em funcionamento até meados de 2020, num investimento previsto de cerca de 92 milhões de euros.

Primark estende programa de algodão sustentável ao Paquistão

Segundo esta cadeia, 4,4 milhões de pijamas de algodão da Primark fabricados com algodão de origem sustentável foram vendidos no primeiro ano desta iniciativa.

“Crescimento da Mercadona virá de Portugal”, assume presidente do grupo

O líder da distribuição em Espanha está a atingir o limite máximo de lojas no país vizinho e optou por Portugal para ser a primeira experiência de internacionalização e para continuar a expandir-se.
Comentários