PremiumBrisa desafia SIBS na A5 com tecnologia inovadora

A Brisa recorreu à tecnologia blockchain desenvolvida pela ‘startup’ Oaken Inovations para facilitar o processamento de transações num projeto piloto da A5, mais rápido que as operações feitas pela SIBS.

As transações eletrónicas efetuadas pela Brisa em 2018 – ao todo, mais de 439 milhões de transações – incorporaram custos transacionais elevados, que a Brisa já tentou baixar, renegociando as parcelas mais significativas destes custos, entre as quais figuram os montantes cobrados pela SIBS. Mas, “não é fácil”, admitiu ao Jornal Económico, em Chicago, uma fonte da Brisa. “Inicialmente a SIBS mostrou-se inflexível, mas depois de perceber que testámos um projeto piloto de blockchain na A5, que teoricamente poderia substituir as operações asseguradas pela SIBS, tornaram-se mais flexíveis”, adiantou a mesma fonte.

Refira-se que o JE desconhece o valor correspondente aos custos das transações, e também não tem informações da SIBS sobre o assunto – contactada pelo JE, fonte próxima à SIBS referiu que apenas é divulgada a informação constante em www.sibsanalytics.com.

Artigo publicado na edição semanal de 9 de agosto, de 2019, do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Ministro da Economia anuncia incentivo à inovação a empresas de Setúbal

O Ministro da Economia revelou esta terça-feira que o Governo deverá anunciar ainda esta semana um incentivo à inovação, com uma majoração de 10% face aos apoios existentes, dirigido às Pequenas e Médias e Micro Empresas da Península de Setúbal.

Programa Capitalizar já fez chegar 8 mil milhões de crédito às empresas

As linhas do Programa Capitalizar fizeram chegar às empresas oito mil milhões de euros de crédito, disse hoje o ministro da Economia, sublinhando que o financiamento vai ser um dos maiores desafios do tecido empresarial nos próximos anos.

Energias renováveis com impacto positivo de 2,4 mil milhões para os consumidores em nove anos

Entre custos para o consumidor e poupanças obtidas, as renováveis tiveram um impacto positivo, segundo um estudo realizado pela Deloitte.
Comentários