Bruxelas abre investigação à Amazon por alegado uso de dados pessoais de vendedores

A Comissão Europeia abriu hoje uma investigação à gigante norte-americana de comércio eletrónico Amazon para determinar se a companhia usou informações pessoais “confidenciais” de vendedores independentes, quebrando as regras comunitárias na área da concorrência. A Comissão Europeia abriu uma investigação formal para avaliar se o uso de dados confidenciais pela Amazon de vendedores independentes que […]

A Comissão Europeia abriu hoje uma investigação à gigante norte-americana de comércio eletrónico Amazon para determinar se a companhia usou informações pessoais “confidenciais” de vendedores independentes, quebrando as regras comunitárias na área da concorrência.

A Comissão Europeia abriu uma investigação formal para avaliar se o uso de dados confidenciais pela Amazon de vendedores independentes que vendem na sua plataforma viola as regras de concorrência da UE”, informa o executivo comunitário em comunicado.

Bruxelas suspeita, assim, que ao ter acesso a esta informação, a Amazon tenha sido beneficiada em comparação com outras plataformas de comércio eletrónico.

A Amazon vende, através da sua plataforma, produtos próprios, mas tem espaço para comerciantes independentes venderem diretamente aos consumidores.

Recomendadas

Sindicato preocupado com não renovação de contratos a termo na Autoeuropa

“Fala-se em 120 trabalhadores, mas só na quinta-feira teremos, ou não, confirmação destes números. Estamos preocupados porque há centenas de trabalhadores que estão a terminar os contratos a prazo na Autoeuropa”, alertou o SITESUL.

Associação vê “com agrado” proposta de alargamento dos beneficiários da ADSE

A Associação 30 de Julho, que representa os beneficiários, defende que a extensão deverá abranger de imediato os contrato individuais de trabalho das entidades públicas empresariais do Estado, como o SNS e as autarquias.

Bordado Madeira com quebras de entre 30 a 40% na comercialização

Em 2019, a comercialização chegou aos 545 mil euros mas, este ano, a Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, estima que se fique pelos 300 mil euros.
Comentários