Bruxelas investiga concessões do Governo à EDP

Nessa altura, as concessões em causa foram atribuídas sem concurso público, pelo que Bruxelas interroga agora o Governo sobre os contratos celebrados entre o Governo e a EDP, em 2007.

Cristina Bernardo

A Comissão Europeia volta a investigar um eventual ‘auxílio de Estado’ às concessões atribuídas pelo Estado português à EDP, datadas de 2007, na altura do governo do ex-primeiro-ministro José Sócrates

Nessa altura, as concessões em causa foram atribuídas sem concurso público, pelo que Bruxelas interroga agora o Governo sobre os contratos celebrados entre o Governo e a EDP, em 2007.

Segundo uma investigação do ‘Diário de Notícias’ ‘online’, “o Governo tem até ao final de setembro para explicar à Comissão Europeia uma questão difícil: de que forma é que justifica que um Executivo anterior (o de José Sócrates, em 2007) tenha acordado diretamente com a EDP a renovação dos contratos de exploração de 27 barragens, sem qualquer tipo de concurso público”.

De acordo com o ‘Diário de Notícias’, “a direção-geral do Mercado Interno informou Nuno Brito, o representante permanente de Portugal junto da União Europeia, de que os serviços da Comissão precisam de esclarecimentos que contrariem uma “avaliação preliminar”, no sentido negativo.

Recomendadas

Eduardo Catroga no Parlamento: “Mito das rendas excessivas do setor elétrico é uma falsa questão”

Está a decorrer a audição do ex-presidente e atual vogal do Conselho Geral e de Supervisão da EDP no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade. Catroga defende que as “alegadas rendas excessivas” não têm “qualquer fundamento técnico ou jurídico”.

Siza Vieira: “É dever do Estado e das políticas públicas apoiarem o crescimento da produtividade do nosso tecido empresarial”

O Millennium bcp assinou esta quarta-feira com a Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), conhecida como banco de fomento, o contrato de empréstimo de 60 milhões de euros referentes à Linha Capitalizar MidCaps, proveniente do Banco Europeu de Investimento (BEI), numa cerimónia no Ministério da Economia, em Lisboa.

Nazaré recebeu turistas de 102 países em 2018, incluindo Tahiti, Zimbabwe e Madagáscar

No ano passado, foram os turistas de Espanha, Brasil e Alemanha que registaram o maior aumento do lado da procura pela Nazaré.
Comentários