Cabo Verde Fast Ferry inicia ligação entre S. Vicente e Santo Antão amanhã

“A nossa decisão foi inspirada pelas necessidades reais do dia a dia: ter uma viagem segura, rápida e económica, quando e onde for preciso na mobilidade de pessoas e economia local”, refere a empresa de transportes marítimos.

A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF) passa a efetuar, a partir desta sexta-feira, dia 25 de janeiro, mais ligação entre São Vicente e Santo Antão com os dois navios da empresa Liberdade e Kriola.

Em comunicado, a empresa aponta que passará a oferecer aos passageiros da ilha de Santo Antão, mais uma opção de viagem: Porto Grande (São Vicente) – Porto Novo (São Antão), com partida às 12:00 e, igualmente, uma segunda viagem de carácter diário, às 17h30, na linha São Vicente/Santo Antão e no sentido contrário, as viagens acontecem às 8h30 e às 15h30.

Pode-se ler na nota que a primeira ligação tem como intuito a criação de um novo mercado, “e tem por base satisfazer as necessidades dos passageiros em trânsito, com chegada à S. Vicente, nos voos de manhã. Também refere a empresas que levou em conta os pacotes turísticos, com acompanhamento do horário normal de check-out em São Vicente e check-in nos hotéis de Santo Antão.

“A nossa decisão foi inspirada pelas necessidades reais do dia a dia: ter uma viagem segura, rápida e económica, quando e onde for preciso na mobilidade de pessoas e economia local”, refere o documento.

Para o mês de março, a empresa tem previsto uma série de reformas e melhorias operacionais, com foco no atendimento aos clientes e com vista a reforçar a confiança e imagem da CVFF.

No início deste mês o Estado cabo-verdiano deixou de ser acionista maioritário na CVFF. A empresa de transportes marítimos passou a ser controlada por acionistas privados, que passaram a deter a maioria das ações (51%) e Governo e autarquias ficaram com 45 e 4 por cento, respetivamente.

Ler mais
Relacionadas

Estado cabo-verdiano perde controlo da Cabo Verde Fast Ferry

A empresa de transportes marítimos passou a ser controlada (51%) por acionistas privados. No ano passado, a Cabo Verde Fast Ferry e a Polaris foram excluídas do concurso para a Concessão do Serviço Público de Transporte Marítimo de Passageiros e Carga Inter-ilhas por não cumprimento dos requisitos exigidos quanto à capacidade financeira. O grupo português Transinsular venceu-o.
Recomendadas

Sérvulo estabelece parceria com sociedade de advogados em Cabo Verde

A MJN Advogados, de Maria João de Novais, é o novo escritório parceiro da Sérvulo & Associados.

“Em Lisboa emitimos mais de 15 mil passaportes nos últimos dois anos”, diz governo cabo-verdiano

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades e da Defesa de Cabo Verde anunciou esta quinta-feira que os consulados e embaixadas de Cabo Verde já emitiram 35 mil passaportes, entre 2017 e 2018.

Banco Europeu de Investimento tem oportunidades de estágio para cabo-verdianos

A instituição bancária europeia tem um programa com oito estágios profissionais para oferecer estudantes universitários e/ou ou recém-licenciados dos países membros da associação ACP.
Comentários