Cabo Verde Fast Ferry inicia ligação entre S. Vicente e Santo Antão amanhã

“A nossa decisão foi inspirada pelas necessidades reais do dia a dia: ter uma viagem segura, rápida e económica, quando e onde for preciso na mobilidade de pessoas e economia local”, refere a empresa de transportes marítimos.

A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF) passa a efetuar, a partir desta sexta-feira, dia 25 de janeiro, mais ligação entre São Vicente e Santo Antão com os dois navios da empresa Liberdade e Kriola.

Em comunicado, a empresa aponta que passará a oferecer aos passageiros da ilha de Santo Antão, mais uma opção de viagem: Porto Grande (São Vicente) – Porto Novo (São Antão), com partida às 12:00 e, igualmente, uma segunda viagem de carácter diário, às 17h30, na linha São Vicente/Santo Antão e no sentido contrário, as viagens acontecem às 8h30 e às 15h30.

Pode-se ler na nota que a primeira ligação tem como intuito a criação de um novo mercado, “e tem por base satisfazer as necessidades dos passageiros em trânsito, com chegada à S. Vicente, nos voos de manhã. Também refere a empresas que levou em conta os pacotes turísticos, com acompanhamento do horário normal de check-out em São Vicente e check-in nos hotéis de Santo Antão.

“A nossa decisão foi inspirada pelas necessidades reais do dia a dia: ter uma viagem segura, rápida e económica, quando e onde for preciso na mobilidade de pessoas e economia local”, refere o documento.

Para o mês de março, a empresa tem previsto uma série de reformas e melhorias operacionais, com foco no atendimento aos clientes e com vista a reforçar a confiança e imagem da CVFF.

No início deste mês o Estado cabo-verdiano deixou de ser acionista maioritário na CVFF. A empresa de transportes marítimos passou a ser controlada por acionistas privados, que passaram a deter a maioria das ações (51%) e Governo e autarquias ficaram com 45 e 4 por cento, respetivamente.

Ler mais
Relacionadas

Estado cabo-verdiano perde controlo da Cabo Verde Fast Ferry

A empresa de transportes marítimos passou a ser controlada (51%) por acionistas privados. No ano passado, a Cabo Verde Fast Ferry e a Polaris foram excluídas do concurso para a Concessão do Serviço Público de Transporte Marítimo de Passageiros e Carga Inter-ilhas por não cumprimento dos requisitos exigidos quanto à capacidade financeira. O grupo português Transinsular venceu-o.
Recomendadas

Acordo sobre mobilidade na CPLP será aprovado em julho em Cabo Verde

A data foi definida na V reunião dos ministros do Interior e da Administração Interna da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que terminou na cidade da Praia, capital de Cabo Verde, país que atualmente assume a presidência rotativa da instituição.

Cabo Verde Airlines e TAAG assinam acordo para voos Luanda-Sal

A parceria prevê que uma das companhias transporte passageiros da outra. Ou seja, se comprar um bilhete para um voo da Cabo Verde Airlines entre Luanda e Sal irá viajar num avião da transportadora aérea angolana.

CIN promete transformar Cabo Verde num país plataforma no Atlântico

Na tomada de posse dp gabinete de operacionalização deste Centro Internacional de Negócios, vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças cabo-verdiano, Olavo Correia, que considerou ser “obrigação” do governo criar novas oportunidades para os jovens.
Comentários