Cabo Verde Fast Ferry recebeu proposta de compra e de injeção de 5 milhões de euros

Nos últimos anos, a CVFF, detentora dos navios Liberdadi, Praia d’Aguada e Kriola, tem passado por uma situação financeira complicada. A empresa está em falência técnica com uma divida acumulada de 5 milhões e meio de euros, que a deixou fora do concurso de concessão única do transporte marítimo inter-ilhas.

A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF), empresa que estabelece ligação marítima, recebeu uma proposta de aquisição e de injeção de capital de 5 milhões de euros, bem como garantia de liquidação dos 13 milhões de euros de empréstimos obrigacionistas.

A informação é avançada pela “Radio de Cabo Verde”, que ainda refere que a proposta vai ser analisada durante a Assembleia Geral de acionistas, que acontece no próximo dia 16 de outubro.

A proposta é de liquidação, em julho do próximo ano, da primeira tranche do empréstimo obrigacionista de cerca de um milhão e 900 mil euros e as próximas serem pagas mediante os termos do acordo, avaliados em mais de 10 milhões de euros.

Segundo a mesma fonte, os compradores da Fasty Farry estão interessados na compra das ações do Estado, que é o acionista maioritário, e em injetar 5 milhões de euros para relançar a empresa e ainda entrar no sector dos transportes marítimos em parceria com privados nacionais.

Nos últimos anos, a CVFF, detentora dos navios Liberdadi, Praia d’Aguada e Kriola, tem passado por uma situação financeira complicada. A empresa está em falência técnica com uma divida acumulada de 5 milhões e meio de euros, que a deixou fora do concurso de concessão única do transporte marítimo inter-ilhas que fechou na última sexta-feira.

Recomendadas

Nove empresas entram no capital do transporte marítimo de Cabo Verde

Um grupo de nove armadores (Cabo Verde Fast Ferry, Polaris, Adriano Lima, Verdemar, Santa Luzia Salvamento Marítimo, Jô Santos & David, União de Transportes Marítimos, Oceanomade e Aliseu) assumiu 49% do capital social da Inter-ilhas, que tem como sócio maioritário a portuguesa Transinsular.

Governo de Cabo Verde: “Assédio a turistas não vai continuar a ser tolerado”

O líder do executivo cabo-verdiano propõe ainda que a problemática da sustentabilidade do turismo seja vista na ótica de oportunidades.

Presidente de Cabo Verde lança livro em Portugal

A obra, intitulada “A Sedutora Tinta de Minhas Noutes”, é apresentada esta terça-feira no Teatro Almeida Garrett, na Póvoa do Varzim.
Comentários