Cabo Verde Fast Ferry recebeu proposta de compra e de injeção de 5 milhões de euros

Nos últimos anos, a CVFF, detentora dos navios Liberdadi, Praia d’Aguada e Kriola, tem passado por uma situação financeira complicada. A empresa está em falência técnica com uma divida acumulada de 5 milhões e meio de euros, que a deixou fora do concurso de concessão única do transporte marítimo inter-ilhas.

A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF), empresa que estabelece ligação marítima, recebeu uma proposta de aquisição e de injeção de capital de 5 milhões de euros, bem como garantia de liquidação dos 13 milhões de euros de empréstimos obrigacionistas.

A informação é avançada pela “Radio de Cabo Verde”, que ainda refere que a proposta vai ser analisada durante a Assembleia Geral de acionistas, que acontece no próximo dia 16 de outubro.

A proposta é de liquidação, em julho do próximo ano, da primeira tranche do empréstimo obrigacionista de cerca de um milhão e 900 mil euros e as próximas serem pagas mediante os termos do acordo, avaliados em mais de 10 milhões de euros.

Segundo a mesma fonte, os compradores da Fasty Farry estão interessados na compra das ações do Estado, que é o acionista maioritário, e em injetar 5 milhões de euros para relançar a empresa e ainda entrar no sector dos transportes marítimos em parceria com privados nacionais.

Nos últimos anos, a CVFF, detentora dos navios Liberdadi, Praia d’Aguada e Kriola, tem passado por uma situação financeira complicada. A empresa está em falência técnica com uma divida acumulada de 5 milhões e meio de euros, que a deixou fora do concurso de concessão única do transporte marítimo inter-ilhas que fechou na última sexta-feira.

Recomendadas

Cerimónia fúnebre de Dom Paulino Évora reúne centenas de pessoas na Praia

A ilha de Santiago disse adeus ao primeiro bispo de Cabo Verde. Dom Paulino Évora foi ordenado sacerdote em Portugal em 1962.

Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Empresas privadas com “expectativas enormes” sobre fórum de investimento em Cabo Verde

O Cabo Verde Investment Forum está agendado para os próximos dias 1, 2 e 3 de julho. “A questão do financiamento continua a ser um dos grandes desafios para o sector privado nacional”, disse o secretário-geral da Câmara de Comércio de Sotavento.
Comentários