Cabo Verde vai ter “Casa do Empreendedor”

O secretário de Estado das Finanças cabo-verdiano, Gilberto Barros, afirma que a iniciativa representa uma mudança de paradigma em termos de apoio às empresas, que irá simplificar todo o processo de financiamento, licenciamento de empresas e fomento ao empreendedorismo.

Cabo Verde terá, brevemente, uma “Casa do Empreendedor”, uma política do Governo para integrar no mesmo espaço todos os serviços de atendimento e assistência técnica às micro, pequenas e médias empresas. O projeto foi lançado quinta-feira na Praia.

Discursando na cerimónia de apresentação da “Casa do Empreendedor”, o secretário de Estado das Finanças cabo-verdiano, Gilberto Barros, afirmou que a iniciativa representa uma mudança de paradigma em termos de apoio às empresas, que irá simplificar todo o processo de financiamento, licenciamento de empresas e fomento ao empreendedorismo.

Segundo fez saber o governante, com a “Casa do Empreendedor”, Cabo Verde terá num único espaço a Pro-Empresa, a Pro-Garante e a Pro-Capital, fazendo com que, no mesmo local, e não de forma espalhada fisicamente, o empresário, o empreendedor interaja com as instituições.

Na ótica de Gilberto Barros, também a banca ganharia em estar “mais aberta”. “Devemos identificar o risco relacionado com qualquer empréstimo, todo o investimento tem risco, mas temos que mitigar o risco”, defendeu.

A ideia da “Casa do Empreendedor” é criar reformas que permitam uma maior inclusão financeira, aceleração do crescimento económico, e geração de emprego.

A “Casa do Empreendedor” será instalada na cidade da Praia e vai integrar os serviços de assistências às microfinanças, até então, prestadas pela Pro-Empresa, Pro-Capital e Pro-Garante.

Ler mais
Recomendadas

Empresários russos interessados em investir nas pescas em Cabo Verde

“Ficaram de fazer uma visita a Cabo Verde antes do final do ano para recolherem dados mais precisos e assim poderem preparar o seu projecto definitivo”, disse o ministro do Turismo e da Economia Marítima cabo-verdiano.

Presidente promulga com “dúvidas” venda de banco da Caixa em Cabo Verde

A CGD está a vender o Banco Comercial do Atlântico, um dos dois detidos pelo grupo bancário público em Cabo Verde, mantendo a sua participação no banco Interatlântico.

Ilha do Fogo vai acolher 10ª reunião do Conselho de Ministros do Turismo da CPLP

“Cabo Verde tem feito o gesto de abrir cada vez mais a nossa fronteira com a isenção de vistos, mas ainda estamos longe de ter este nível de correspondência dos demais países”, diz o ministro do Turismo cabo-verdiano.
Comentários