Caixa Geral de Depósitos aumenta preços das transferências online

A partir de 1 de maio, fazer transferências na CaixaDireta vai sair mais caro. O aumento é de 60%.

Rafael Marchante/Reuters

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) divulgou a tabela de preços que vai entrar em vigor a partir do primeiro dia de maio deste ano, onde se pode aferir que irá aumentar o preço das transferências realizadas online, por computador ou aplicação CaixaDireta, vai aumentar.

O preço desta simples ação vai subir 60%, o que pode levar muitos utilizadores a substituir a aplicação que têm no smartphone pelas caixas de multibanco. Os únicos que ficam salvaguardados deste aumento são os clientes com contas pacote, que pagam uma taxa mensal para manutenção da sua conta.

Quando a medida entrar em vigor a 1 de maio, os clientes vão passar a pagar 83 cêntimos por cada transferência SEPA+ que realizarem, que abrange a CaixaDireta em aplicação e por internet. O valor atual por transferência é de 52 cêntimos, mas os dados divulgados esta semana pela CGD já contemplam o aumento de 60%, que significa que os clientes pagariam 80 cêntimos, se o imposto de selo de 4% não estivesse agregado, o que perfaz um total de 83 cêntimos.

A alteração do preço por esta via mais rápida só irá afetar os clientes que não aderiram às contas pacote criadas em 2017. Estas contas apresentam um custo mensal fixo, onde estão incluídos serviços como a manutenção de conta, cartão de débito e crédito e um número limite de transferências online, que variam consoantes o pacote escolhido pelo cliente.

A primeira vez que a CGD começou a cobrar por transferências foi em 2014, o que gerou críticas de clientes e por parte o poder político. Apesar da subida do preço, o valor continua a ser o mais baixo de todas as entidades do setor financeiro nacional. Comparando com os 1,04 euros cobrados pelo BCP, Novo Banco e BPI, os 1,30 euros do Santander com os 83 cêntimos de aumento, a CGD continua com o valor inferior aos principais concorrentes.

A CGD tem mais de 3,2 milhões de clientes com 18 anos. Desse valor cerca de 1,5 milhões já aderiram às contas pacote da Caixa, sendo que 1,7 milhões de clientes estão sujeitos ao agravamento dos encargos.

Ler mais
Recomendadas

Presidente do Novo Banco sobre ida ao Parlamento: “Será uma audição curiosa”

“Como nem os bónus foram pagos nem os aumentos [salariais da administração] existiram, será uma audição curiosa”, reagiu António Ramalho depois do Parlamento ter aprovado por unanimidade a sua audição.

Presidente do Novo Banco e governador do Banco de Portugal vão ser chamados ao Parlamento

Requerimento do PAN aprovado por unanimidade pela Comissão de Orçamento e Finanças levará a que António Ramalho e Carlos Costa respondam às perguntas dos deputados em meados de junho. Em causa está a decisão de atribuir bónus aos gestores do Novo Banco apesar dos prejuízos e dos 850 milhões de euros injetados “de forma apressada” pelo Fundo de Resolução.

Assembleia geral do Santander Totta aprova a não distribuição de dividendos relativos a 2019

Em comunicado divulgado ao mercado, o banco liderado por Pedro Castro e Almeida disse que “foi aprovada a não distribuição de dividendos correspondentes ao exercício de 2019, de acordo com os termos previstos na recomendação do Banco Central Europeu de 27 de Março de 2020”.
Comentários