Câmara de Castelo Branco investe um milhão de euros em ciclovias até 2020

A Câmara de Castelo Branco vai investir cerca de um milhão de euros até 2020 na construção de novas ciclovias para incentivar e estimular o uso da bicicleta, anunciou esta segunda-feira o presidente do município.

“O executivo de Castelo Branco definiu como objetivo concretizar e aumentar substancialmente o número de ciclovias na cidade. Trata-se de um investimento que queremos concretizar no sentido de modernizar e criar alternativas de mobilidade”, afirmou à agência Lusa Luís Correia.

O autarca explicou que a primeira fase do investimento terá início em 2019 e irá ter continuidade em 2020, sendo que o valor do investimento nestes dois primeiros anos é estimado em um milhão de euros.

“Castelo Branco já fez um projeto em termos de ciclovias. Agora, vamos decidir as que irão ser implementadas nos primeiros dois anos”, sublinhou.

O objetivo da autarquia passa por modernizar a cidade e motivar as pessoas a utilizar a bicicleta como alternativa de mobilidade.

“Nesta primeira fase do investimento, o município irá construir as principais ciclovias que irão integrar toda a rede e fazer a sua ligação às existentes”, concluiu.as

Recomendadas

Lisboa é a vencedora da Semana Europeia da Mobilidade 2018

O prémio chega a Lisboa pelas mãos do vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar. Lisboa estava na corrida ao prémio desde o dia 26 de fevereiro deste ano.

PCP propõe nova estrutura orgânica e forma de gestão das Áreas Protegidas

Grupo Parlamentar do PCP apresenta projeto de lei que visa “assegurar uma gestão mais próxima e adequada das Áreas Protegidas” e “determinar o papel essencial dos Planos Especiais de Ordenamento do Território e a responsabilidade do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas”.

Mais de cinco mil escolas fechadas em todo o país (e amanhã vai piorar)

Mais de cinco mil escolas estão esta quinta-feira fechadas em todo o país devido à greve do pessoal não docente, apurou o Jornal Económico. Sindicatos avisam que amanhã a situação vai piorar.
Comentários