Câmara do Porto Santo condena falta de informação e cancelamentos da Binter

Autarquia vai pedir uma audiência” ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas”.

A Câmara Municipal do Porto Santo “repudia” os cancelamentos nas ligações aéreas entre o Funchal e o Porto Santo” e adianta que vai requerer uma audiência ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, para denunciar os incumprimentos no serviço público.

“Não aceitamos este tratamento à população do Porto Santo e por isso vamos continuar atentos na reivindicação e solicitar uma audiência” ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas”, escreve a autarquia num comunicado enviado à comunicação social.

O munícipio adianta ter enviado na última quarta-feira um pedido de esclarecimento à empresa Binter não tendo, até ao momento, resposta.

Idalino Vasconcelos, presidente da Câmara, “entende os cancelamentos das ligações aéreas unicamente por motivos operacionais ligados a condições meteorológicas desfavoráveis e por motivos de segurança dos passageiros, mas não aceita os cancelamentos apenas entre nas ligações aéreas entre o Porto Santo e o Funchal, quando outros voos operam normalmente, no Aeroporto Cristiano Ronaldo”.

O autarca considera que o que “se passa no aeroporto da Madeira com os constantes cancelamentos é inaceitável, e a responsabilidade deve ser imputada ao Governo Central, em relação à própria concessão da linha aérea de interesse público e à companhia aérea espanhola”.

Relacionadas

Madeira considera “inadmissível” falta de informação sobre cancelamento de voos para Porto Santo

Executivo Regional vai pedir para ter acesso ao contrato e aos termos da concessão da linha aérea entre as ilhas e vai “reforçar” a sua atuação no sentido de que os passageiros sejam “protegidos e ressarcidos dos danos”.

Binter cancelou voo para o Porto Santo mas seguiu para Canárias

Companhia alega condições climatéricas, mas não há registo de outros cancelamentos no Aeroporto da Madeira.

Voo da Binter volta a falhar ligação para o Porto Santo

Avião deveria ter aterrado às 7h55. Número de apoio da companhia aérea fala em condições meteorológicas, mas as restantes companhias estão a descolar.
Recomendadas

Taxa do crédito habitação sobe na Madeira para os 1,004%

O montante em dívida desceu para os 58 mil 247 euros no crédito à habitação mas a prestação média e a amortização subiram na Madeira.

JPP entrega em tribunal intimação contra Município do Funchal sobre Frente Mar

O JPP espera por documentos relativos à empresa pública Frente Mar Funchal, que acredita só chegarem agora por ordem do Tribunal.

Governo da Madeira cria linha de crédito até cinco milhões de euros para escolas profissionais

A linha de crédito vai ser para adiantar os fundos comunitários do Fundo Social Europeu fazendo com que as escolas profissionais equilibrem a sua tesouraria.
Comentários