Camionistas lançam ultimato de quatro dias para Governo atenuar custos com combustíveis

Após uma reunião, que teve lugar hoje, com o Secretário de Estado das Infraestruturas (SEI), Guilherme W. d’ Oliveira Martins, a direcção da ANTRAM propôs o alargamento do gasóleo profissional, a majoração com custos de combustíveis e benefícios fiscais para os camionistas.

A ANTRAM – Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias lançou esta segunda-feira, dia 28 de maio, um ultimato ao Governo, para resolver a situação do aumento constante que sze tem verificado no preço dos combustíveis.

Após uma reunião, que teve lugar hoje, com o secretário de Estado das Infraestruturas (SEI), Guilherme W. d’ Oliveira Martins, a direcção da ANTRAM propôs o alargamento do gasóleo profissional, a majoração com custos de combustíveis e benefícios fiscais para os camionistas.

“A ANTRAM aguarda, no prazo de quatro dias, ‘feedback do SEI relativamente à proposta apresentada. Findo esse período, e caso não obtenha qualquer resposta, a associação estará totalmente solidária com as ações que as empresas de transporte decidirem definir”, assume a associação presidida por Gustavo Paulo Duarte.

A paralisação dos associados da ANTRAM ou mesmo a greve podem ser cenários em cima da mesa se o governo não aceitar as propostas da ANTRAM até ao final desta semana.

Recorde-se que hoje já está a ocorrer, desde as oito horas da manhã uma paralisação, em todo o país,  dos camionistas associados da ANTP – Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas.

Na reunião, que decorreu esta manhã, 28 de maio, a associação apresentou um conjunto de soluções que têm como objetivo inverter a situação atual, medidas essas que permitirão alcançar, consequentemente, a sustentabilidade e viabilidade do setor. Entre as propostas apresentadas, destaque-se, por exemplo, o alargamento do regime do gasóleo profissional por mais dois anos, o alargamento relativo ao número de litros (passando do benefício dos 30 mil para os 50 mil litros) e, ainda, o alargamento da tipologia dos veículos (passando a abranger veículos a partir das 7,5 toneladas)”, revela um comunicado da ANTRAM.

Esse documento acrescenta: “a majoração com os custos de combustíveis, para efeitos de IRC, que deverá passar para os 130%, e a majoração com os custos das portagens são outras das soluções propostas”.

“No encontro, a ANTRAM solicitou, ainda, que o setor passe a ser abrangido pelo Regime Fiscal de Apoio ao Investimento (RFAI), já a partir de 2019, e que possa ser concedido, também e ainda em 2018, um Crédito Fiscal Extraordinário ao Investimento (CFEI). Por fim, saliente-se a proposta relacionada com o benefício fiscal, centrada na isenção de mais-valias em sede de IRC, quando reinvestidas na aquisição de veículos de mercadorias”, revela o referido comunicado.

A ANTRAM, é uma associação patronal, constituída em junho de 1975, que diz representar neste momento cerca de duas mil empresas nacionais de transporte profissional de mercadorias.

Ler mais
Relacionadas

Camionistas paralisados por alterações no setor

Camionistas iniciam esta segunda-feira uma ação de protesto que prevê a paralisação da circulação e marchas lentas para reclamar a regulamentação do setor e a indexação do preço dos transportes ao dos combustíveis.

Camionistas da ANTP anunciam paralisação para amanhã

Também a ANTRAM diz estar atenta à escalada do preço do gasóleo e exige que o Governo adote medidas que não comprometam a viabilidade do setor dos transportadores rodoviários de mercadorias.

Transportadores rodoviários querem medidas do Governo contra aumento constante dos combustíveis

A ANTRAM – Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários e de Mercadorias contestou esta quinta-feira o aumento constante do preço dos combustíveis, que se vem registando nos últimos meses.
Recomendadas

É trabalhador independente? Conheça as novas regras da Segurança Social

Estes colaboradores têm até ao final deste mês de julho para entregar à Segurança Social a declaração de rendimentos correspondente aos últimos três meses (abril, maio e junho).

Web Summit: Empresas portuguesas que participaram em 2016 arrecadaram financiamentos de 60 milhões de euros

As ‘startup’ portuguesas que participaram na primeira edição da cimeira tecnológica Web Summit em Lisboa, há três anos, já arrecadaram quase 60 milhões de euros em financiamento após 41 rondas de investimento, informou a organização à agência Lusa.

Reaberta circulação ferroviária na Linha de Cascais

A circulação ferroviária na Linha de Cascais, que esteve interrompida por causa de um atropelamento ao início da manhã de hoje, foi retomada cerca das 08:30, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários