Carlos Vieira no ‘Jogo Económico’: Como está o Sporting um ano depois de Alcochete?

Carlos Vieira, ex-vice-presidente do Sporting, vem ao ‘Jogo Económico’ esta sexta-feira às 20h00. O antigo dirigente quebra o silêncio sobre o ataque à Academia de Alcochete e debate o futuro do clube com João Marcelino e Luís Miguel Henrique.

Há um ano, o futebol português viveu a página mais negra da sua história. A Academia de Alcochete foi invadida e, consequentemente, nove jogadores rescindiram contrato com o Sporting: três regressaram, outros três renderam pouco mais de 60 milhões de euros e não é certo que o restante trio dê algum dinheiro a ganhar ao emblema ‘verde e branco’.

Um ano depois, importa analisar como é que o clube está a recuperar de um capítulo que continua a marcar o dia-a-dia dos ‘leões’.

Carlos Vieira, ex-vice-presidente do Sporting, vem ao ‘Jogo Económico’ falar sobre o ataque à Academia de Alcochete e debater, em conjunto com Luís Miguel Henrique e João Marcelino, como o mesmo se pode repercutir no futuro do clube.

Se perdeu o programa da semana passada, veja como Rahim Ahamad, membro do Conselho Diretivo do Sporting, perspetivou aquela que é uma época de glória para o clube, ao nível das modalidades no contexto europeu, com os títulos no Futsal e Hóquei em Patins:

Recomendadas

Neymar é o último da lista. Estes seis jogadores não escaparam ao fisco espanhol

As autoridades tributárias de Espanha exigem ao jogador brasileiro 35 milhões de euros, por alegadas irregularidades fiscais aquando da sua passagem pelo FC Barcelona.

Anomalia no sistema de rega obriga Benfica a mudar relvado do Estádio da Luz

O clube da Luz assegura que o novo tapete estará em “plenas condições” para receber o Paços de Ferreira na primeira jornada do campeonato, no dia 11 de agosto.

Do “Shark Tank” à digitalização do futebol. Startup do Porto quer transformar relação entre adeptos e clubes

“A ideia é trazer para o mundo de futebol alguns aspetos de personalização da relação entre o clube e o adepto”, afirmou o diretor executivo da Lapa Studio, Fernando Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários