Caso dos e-mails vai a julgamento: Benfica pede indemnização de 17,7 milhões ao FC Porto

Os dois clubes não chegaram a um acordo relativo à queixa dos encarnados sobre os danos de “imagem” causados pela divulgação dos emails por parte dos azuis e brancos.

Tiago Petinga/Lusa

O processo sobre a divulgação dos emails movido pelo Benfica contra o FC Porto vai para julgamento. A decisão foi tomada esta sexta-feira pelo Tribunal do Juízo Central Cível do Porto, no Palácio da Justiça após a audiência preliminar.

Em causa estava uma ação interposta pelas ‘águias’ aos portistas e ao Porto Canal relativamente à divulgação de emails, com os encarnados a exigerem uma indemnização de 17,7 milhões de euros. Como não houve acordo entre as partes o caso segue assim para julgamento.

A queixa do Benfica foi interposta pelo advogado do clube da Luz, João Correia, com o FC Porto também a avançar com uma contravenção, pedindo uma indemnização cujo valor não foi divulgado.

Não existe ainda uma data definida para a realização do julgamento, sendo que à saída do Palácio da Justiça, os advogados das duas partes não prestaram declarações.

Relacionadas

Mourinho fecha a porta ao Benfica: “Não tenho qualquer intenção de trabalhar em Portugal”

O treinador português falou esta quinta-feira em entrevista ao Record e CMTV, onde abordou a possibilidade de voltar a orientar os encarnados. O técnico assumiu também que não pretende voltar a Portugal nos próximos tempos.

“Dinheiro não é problema para o Benfica”. Vieira ‘abre a porta’ a Mourinho

Em entrevista ao novo programa da manhã da SIC, o líder dos encarnados assumiu que o próximo treinador do Benfica será anunciado na próxima semana.

É oficial: Benfica SAD rescinde com Rui Vitória

Princípio de acordo tinha sido divulgado ontem e quase 24 horas depois, Benfica SAD anunciou a rescisão com o técnico.
Recomendadas

É tempo de ir às compras. Sporting é quem mais precisa

É em janeiro que os clubes têm a última oportunidade de retificar os plantéis mas em Portugal, pelo pouco poderio económico, regista-se uma postura mais conservadora. Lá fora, os mais poderosos aproveitam para fazer grandes negócios.

Rui Pinto colabora com a justiça francesa no processo Football Leaks

Investigação envolve a UEFA, Paris Saint-Germain, Manchester City e investidores estrangeiros do Qatar e dos Emirados Árabes Unidos.

Ex-agentes processam jogador do Benfica em 500 mil euros

Empresa detida pelos ex-internacionais Fernando Meira, Nuno Assis e Pedro Mendes exige meio milhão a Alfa Semedo.
Comentários