Castro Marim é Autarquia + Familiarmente Responsável pelo 5.º ano consecutivo

O Município do Sotavento algarvio volta a ser distinguido com uma Bandeira com Palma, que assinala a continuidade das iniciativas e medidas sociais ali têm sido desenvolvidas.

A bandeira, entregue pelo secretário de estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, foi recebida pela adjunta do presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Nélia Mateus,(na foto ao centro)  juntando-se o Município de Castro Marim a mais 60 municípios portugueses premiados pelas melhores políticas sociais e de apoio às famílias, numa iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

A autarquia tem vindo a desenvolver várias políticas sociais, algumas inovadoras a nível nacional, como o programa municipal de combate à obesidade, já com mais de 150 utentes. Outra das iniciativas de maior sucesso foi o programa de cessão tabágica, que totaliza atualmente cerca de 200 utentes e regista uma taxa de sucesso na ordem dos 85%.

Entre os programas desenvolvidos por Castro Marim, destaque para o programa municipal de financiamento ou realização de obras de reabilitação em habitações das famílias mais carenciadas; a isenção do pagamento do projeto de obras e das taxas urbanísticas; a habitação social, destinada aos munícipes que não tenham habitação própria e não possuam bem ou rendimento que lhes permita a aquisição de uma, em regime livre ou em regime de arrendamento; e a atribuição de bolsas de estudo para estudantes do ensino secundário e superior.

Uma Unidade Móvel de Saúde com atendimento médico é outra das iniciativas pioneiras lançadas pelo edil, Francisco Amaral, reeleito, em outubro último.

 

Recomendadas

Marques Mendes: Portugal em matéria de infraestruturas de transporte de combustível está no terceiro mundo

A AIE (Agência Internacional de Energia) diz que Portugal em matéria de infraestruturas de transporte de combustível está no terceiro mundo. Espanha tem 4.000 km de oleodutos, nós temos 230 km, revelou Marques Mendes

Conclusões de Tancos vão ditar futuro da PJ Militar

Alegado envolvimento e comprometimento da investigação a Tancos pela PJ Militar desagrada a todos os partidos. Deputados aguardam encerramento da comissão de inquérito para proporem mudanças. Existência dessa entidade pode ser reconsiderada.

Presidente de Angola atribui 58 milhões de euros para criar 500 mil empregos até 2021

Segundo os mais recentes dados do INE, referentes a 2018, a que a Lusa teve acesso sábado, a taxa de desemprego em Angola situa-se nos 28,8%.
Comentários