CDS a favor da recondução de Joana Marques Vidal

Assunção Cristas pede para que o Presidente da República ouça os partidos sobre escolha de nomeação do procurador-geral da República.

Cristina Bernardo

A líder do CDS-PP anunciou este sábado que vai pedir ao Presidente da República para que ouça os partidos sobre o processo de nomeação do procurador-geral da República (PGR) e insistiu na recondução de Joana Marques Vidal.

A posição foi transmitida por Assunção Cristas no final de uma reunião de cerca de uma hora com o presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Pablo Casado, em Lisboa.

“Faço o apelo para que o senhor Presidente [da República] ouça os partidos neste processo. Sabemos bem que a competência da indicação é do Governo e da nomeação é do senhor Presidente da República, mas, face à importância do tema e à necessidade de termos garantias quanto ao perfil próximo PGR – espero que a atual possa ser reconduzida -, entendemos que seria importante o chefe de Estado poder ouvir todos os partidos”, justificou Assunção Cristas, citada pela agência Lusa.

Recorde-se que o semanário Expresso avança este sábado ser quase certo que Marcelo Rebelo de Sousa vai optar por reconduzir a atual procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, no cargo que ocupa atualmente.

Recomendadas

PremiumRui Rio: “Gigante adormecido” acorda a sonhar com um ciclo de vitórias

As últimas sondagens dão margem a Rui Rio para objetivos que pareciam inatingíveis. Depois de silenciar o ruído das guerras internas no PSD, a direção do partido está focada nas eleiçõese promete ser uma alternativa ao Governo.

Presidente promulga diploma contra práticas fiscais abusivas

A 20 de março, o parlamento aprovou, em votação final global, um diploma que reforça o combate às práticas de planeamento fiscal agressivo, fenómeno conhecido por elisão fiscal.

Crise dos combustíveis: Costa garante que Presidente da República esteve permanentemente informado

Primeiro-ministro assegura que o Governo cumpriu “sempre, sem nenhuma queixa” por parte do Presidente da República, “o dever de o manter permanentemente informado dos assuntos relevantes para a governação interna e externa do país”.
Comentários