CDS-PP diz que é preciso dar resposta a altas problemáticas na Madeira

Os centristas dizem que é preciso responder às 600 pessoas que estão nos hospitais com alta médica mas não têm para onde ir e a uma lista de espera com mas de 1000 pessoas para internamento num lar.

O CDS-PP diz ser necessário dar resposta às altas problemáticas na Madeira, numa ação que decorreu no Centro de Saúde da Calheta.

“Temos 600 pessoas que estão nos hospitais com alta médica, mas não têm para onde ir. Por outro lado, temos uma lista de espera com mais de 1.000 pessoas à espera de internamento num lar. É preciso responder a estes dois desafios”, referiu José Manuel Rodrigues, presidente do CDS-PP Madeira.

Nesse sentido o centrista abordou o Estatuto do Cuidador Informal, que diz ser importante na resposta às altas problemáticas

“O custo para a Região e para o Estado de uma diária num hospital é de 180 euros/dia. 435 euros/mês que o CDS-PP propõe, para o cuidador informal, representa uma poupança grande para a Região”, sublinhou o centrista.

Recomendadas

Documentário sobre diáspora portuguesa no Havai vai ter estreia nacional na Madeira

O realizador Ponta-Garça referiu também que já está a trabalhar na produção do próximo documentário, um filme mais abrangente que deverá estar pronto em 2020 e se vai debruçar sobre os portugueses em todos os Estados Unidos da América.

Assembleia da Madeira regressa ao trabalho com Venezuela e Zona Franca na agenda

As sessões plenárias da Assembleia Legislativa da Madeira regressam esta terça-feira. O PSD vai apresentar uma recomendação ao governo central para que agilize a concessão de autorizações de residência temporárias aos oriundos da Venezuela devido a razões humanitárias.

Juventude Popular da Madeira promove primeira escola da quadros

A escola de quadros realiza-se a 28 e 29 de abril e terá como diretor José Manuel Rodrigues, deputado do CDS-PP na Assembleia Legislativa da Madeira.
Comentários