CDS-PP Madeira lança ‘Dito e Feito’

O jornal, que tem periodicidade mensal, pretende ser mais um enriquecimento daquilo que o partido tem vindo a fazer e também divulgar as atividades partidárias.

O CDS-PP Madeira lançou esta sexta-feira o jornal, com periodicidade mensal, ‘Dito e Feito’, que pretende ser mais um enriquecimento daquilo que o partido vem fazendo. A publicação vai incluir as actividades que o partido vai desenvolver ao longo do ano.

O presidente do CDS-PP Madeira, António Lopes da Fonseca, explica que esta publicação quer “chegar de uma forma mais direta” aquele público que “nós queremos que veja que leiam tudo aquilo que o CDS-PP faz”.

“Sabemos que vivemos numa era em que as redes sociais cada vez mais transformam a comunicação numa coisa de certa forma fútil”, diz António Lopes da Fonseca.

O responsável pelos centristas na Madeira realça que “informação importante” muitas vezes é transmitida pelas redes sociais de “uma forma não diria atabalhoada mas fugaz” acrescentando que “as pessoas não têm tempo de analisar, de ler”.

“Esta forma de comunicação escrita que o partido pretende fazer chegar às populações é em nosso entender mais um enriquecimento de todo aquilo que o partido tem vindo a fazer”, destaca António Lopes da Fonseca.

 

Ler mais
Recomendadas

Uaucacau planeia chegar a Lisboa ou Porto até final do ano

A empresa produz chocolates artesanais, com sabores típicos da Madeira, que são obtidos através de produtores regionais.

Estado quer canalizar receita dos impostos do tabaco e das bebidas açucaradas das regiões autónomas para o SNS

A proposta de OE2019 prevê uma alteração ao atual artigo do Código dos Impostos Especiais de Consumo no que se refere ao Artigo 105.º (Taxas nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira), aumentando o imposto sobre o tabaco produzido nestas regiões. As receitas serão canalizadas para o SNS. Assim como as das bebidas açucaradas.

‘Bioplatform’: plataforma de agricultura biológica quer chegar ao mercado ibérico

O Bioplatform é uma plataforma comercial quer quer servir como pólo agregador na área da agricultura biológica.
Comentários