CDU: “A derrocada na levada do Pico do Cardo de Dentro poderia ter sido evitada”

A CDU diz que se a autarquia do Funchal tivesse feito o seu papel fiscalizador e teve levado em linha de conta os alertas deixados pelo partido e pelos munícipes a derrocada do muro poderia ter sido evitada.

A CDU diz que se a autarquia do Funchal fizesse o seu papel fiscalizador a derrocada do muro que ocorreu na Levada do Pico do Cardo de Dentro poderia ter sido avisado.

“Ainda no início deste ano, moradores deste Sítio confrontaram novamente a Autarquia para o risco eminente de derrocada e para a falta de segurança que os que utilizam diariamente o percurso na Levada”, denuncia a CDU.

O partido acrescenta que a resposta da Câmara Municipal, a estes alertas, foi acompanha de um ofício enviado pela empresa Tecnovia, em que se dizia que se “constata que a evolução das deformações no muro são praticamente desprezíveis, sugerindo que a estrutura em causa se encontra estável, não havendo por isso motivos que justifiquem uma intervenção no imediato”.

“Estas afirmações são lamentáveis e repudiáveis, porque a competência fiscalizadora da autarquia deveria ter sido exercida de outra forma”, critica a CDU. O partido lamentou que os alertas tanto da CDU como dos munícipes para o perigo de derrocada deste muro “não tenham sido levados em linha de conta”.

O partido exige que se apure responsabilidades para que “situações como estas não voltem acontecer”.

Recomendadas

Sindicatos esperam boa adesão à greve dos enfermeiros, Bastonária na vigília na Madeira

A desmotivação e revolta dos enfermeiros são alguns dos motivos que justificam este cenário de boa adesão à greve. Entre as reivindicações está uma tabela salarial equiparada a outras áreas da Saúde.

Apoio da República para regressados da Venezuela tem sido “conversa”

Depois dos secretários da Saúde e dos Assuntos Sociais terem assumido, em entrevista ao Económico Madeira, a falta de pagamento nas verbas destinadas aos emigrantes, agora é a vez do presidente do Governo reafirmar as críticas ao Governo central.

Nós, Cidadãos critica Governo Regional por não apoiar população na aquisição de manuais escolares

Esta postura, diz o partido, mostra que o executivo regional “é insensível” às questões relacionadas com a demografia e que desistiu de um futuro sustentado para a Região Autónoma. O Nós, Cidadãos critica o Governo Regional por ter uma posição contrária à do PSD ao nível nacional.
Comentários