CF Canelas 2010: como o clube de Vila Nova de Gaia atingiu o sucesso nos esports

Depois de atingirem a meia-final da ‘Taça da Liga de Pro Clubs’ (Fifa 20) organizado pela FPF esports, o clube assegurou a presença na primeira divisão de Pro Clubs (competição de 11 contra 11). Ao “Jornal Económico”, o ‘team manager’ do CF Canelas 2010, Tiago Cunha, explica a fórmula do sucesso.

As realidades raramente se misturam, e este é mais um exemplo disso, ainda que existam ligações entre o relvado real e virtual. O clube de Vila Nova de Gaia preenche uma lacuna no mundo dos esports para os adeptos do FC Porto e, à boleia do talento nortenho, posicionam-se com um dos clubes com mais crescimento no panorama nacional.

Depois de atingirem a meia-final da ‘Taça da Liga de Pro Clubs’ (Fifa 20) organizado pela FPF esports, o clube assegurou a presença na primeira divisão de Pro Clubs (competição de 11 contra 11). Ao “Jornal Económico”, o ‘team manager’ do CF Canelas 2010, Tiago Cunha, explica que “a equipa não precisa de financiamento” mas sim “alguém que acredite no nosso trabalho”.

À semelhança do que acontece com outras organizações, os jogadores (amadores e profissionais) regra geral adquirem o videojogo em questão, evoluem os seus ‘bonecos’ com amigos ou conhecidos e, só depois, é que pensam em formar uma equipa ou candidatarem-se a eventuais treinos de captação organizados pelos clubes.

Ainda que não seja a principal modalidade do FIFA 20, nem tão pouco a mais bem paga, a sua popularidade tem aumentado significativamente em Portugal. Através destas competições, clubes dos distritais, campeonato de Portugal, primeira e segunda liga, podem competir entre si, sem as discrepâncias do futebol real, visto que o dinheiro não é um aspeto chave.

O caso do CF Canelas 2010 é especial, no que toca ao futebol real a equipa é conhecida pela sua agressividade dentro de campo e, por alguns incidentes que mancharam a sua história. No futebol virtual, a história é outra. o clube não tem um financiamento que possa ser comparável com os seus rivais, mas a sua qualidade permite que lutem de “igual para igual” com os clubes de elite nacionais.

Sobre a possibilidade do FC Porto entrar no mundo dos esports nacionais, Tiago Cunha admite “seria um sonho fazer parte desse projeto caso um dia [o FC Porto] abrisse essa secção”. Ainda assim rejeita a ideia de que o CF Canelas 2010 tenha beneficiado da inexistência de uma organização dos dragões e, sublinha, que o sucesso alcançado se deve “à qualidade dos nossos jogadores e ao nosso trabalho árduo”.

Ler mais
Recomendadas

Fisco investiga Federação de Futebol e Fernando Santos

Autoridade Tributária estará a debruçar-se sobre contratos em diversas áreas, o que inclui contratos com fornecedores, mas também de licenciamento e imagem de diversos jogos das principais equipas.

“Desiludido”. Manchester City vai recorrer para o TAS

“O Manchester City está desiludido, mas não surpreendido com a decisão da Câmara Adjudicatória do Órgão de Controlo Financeiro (CFCB) da UEFA. O clube soube, desde o início, da necessidade de procurar um órgão independente que julgasse imparcialmente as provas irrefutáveis a seu favor”, escreveram os ‘citizens’, em comunicado divulgado no site oficial.

Manchester City: clube mais gastador da década investiu mil milhões para montar atual plantel

Os ‘citizens’ precisaram de investir 1.014 milhões de euros em contratações de atletas para “montar” o plantel atual, de acordo com as contas feitas pelo Observatório do Futebol – CIES aos clubes das cinco maiores ligas europeias
Comentários