Circulação entre concelhos proibida ao fim de semana. Lojas fecham às 20h durante a semana e às 13h ao sábado e domingo

António Costa anunciou hoje as medidas aprovadas pelo Governo para endurecer o atual Estado de Emergência.

António Costa | Twitter

O Governo vai voltar a proibir a circulação entre concelhos ao fim de semana, anunciou hoje o primeiro-ministro.

Ao mesmo tempo, “todos os estabelecimentos de qualquer natureza devem encerrar as 20 horas dos dias uteis e as 13 horas do fim de semana com exceção do retalho alimentar que se poderá prolongar até às 17 horas”, segundo António Costa.

Na sua apresentação após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro sinalizou que houve uma redução de 30% nas movimentações no fim de semana passado face ao anterior, mas que mesmo assim o executivo decidiu reforçar as medidas de confinamento.

António Costa destacou que as novas medidas vão ser acompanhadas por um aumento da fiscalização por parte das forças de segurança, particularmente a PSP que vai ter uma “maior visibilidade da sua presença na via pública e nas imediações dos estabelecimentos escolares, de forma a serem um fator de dissuasão e a impedirem ajuntamentos que são uma ameaça à saúde pública”.

Relacionadas

Novas medidas de confinamento. Conheça as novas restrições definidas pelo Governo

Entre as medidas anunciadas estão a reposição da proibição de circulação ao fim-de-semana, a redefinição dos horários de encerramento de todos os estabelecimentos, assim como o encerramento de campos de ténis e pádel.

Circulação entre concelhos proibida ao fim de semana. Lojas fecham às 20h durante a semana e às 13h ao sábado e domingo

António Costa anunciou hoje as medidas aprovadas pelo Governo para endurecer o atual Estado de Emergência.

Primeira toma das vacinas nos lares vai ficar concluída até ao final da próxima semana, garante António Costa

Excluídos desta primeira fase da vacinação nos lares, estão as residências onde existem surtos de Covid-19. Lares ilegais estão incluídos na aceleração do processo de vacinação aos residentes destes estabelecimentos.
Recomendadas

Covid-19: PCP quer apoios a 100% para pais “imediatamante e com efeitos retroativos”

Intervindo numa sessão pública, em Lisboa, Jerónimo de Sousa lamentou que “PS, PSD e CDS-PP” tenham rejeitado na Assembleia da República a proposta do PCP que previa “o pagamento do salário a 100% a quem está em assistência a filhos até aos 16 anos, enquanto as escolas se mantiverem encerradas”, devido à pandemia de Covid-19.

PremiumEconomistas alertam para risco de crise financeira

O volume moratórias de crédito quando comparado com o resto da Europa deixa antecipar fortes impactos na banca no pós-Covid.

PremiumUnião Europeia não pode continuar “em velocidade lenta”

O painel do Observatório “A Recuperação Económica depois da Covid-19” sobre ‘O papel da Europa e os desafios para o futuro no contexto global’ foi unânime em considerar que a UE deu, no contexto de combate à pandemia, mais uma prova da sua endémica lentidão.
Comentários