Comércio externo da China cresce 7,9% entre janeiro e junho

O comércio externo da China registou um crescimento homólogo de 7,9%, nos primeiros seis meses do ano, e fixou-se em 14,12 biliões de yuan (1,8 biliões de euros), segundo dados oficiais hoje divulgados.

Entre janeiro e junho, as exportações chinesas aumentaram 4,9%, enquanto as importações cresceram 11,5%, em relação ao mesmo período do ano passado. No total, a China comprou 6,6 biliões de yuan (850 mil milhões de euros) ao resto do mundo.

O porta-voz da Administração-Geral das Alfândegas da China, Huang Songping, explicou o rápido e constante crescimento do comércio externo com a recuperação económica global e uma economia doméstica estável.

Nos primeiros seis meses do ano, o excedente da China fixou-se em 901,3 mil milhões de yuan (115,9 mil milhões de euros), uma queda de 26,7%, relativamente ao mesmo período de 2017, indicou o organismo.

Na primeira metade do ano, o comércio da China com a União Europeia cresceu 5,3%. Com os Estados Unidos, o comércio chinês subiu 5,2%, numa altura de crescentes fricções comerciais entre os dois países.

Recomendadas

Teodora Cardoso: “Não podemos pensar em reduzir impostos”

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ao ‘Jornal de Negócios’, Teodora Cardoso disse: “penso que no estado em que estão as coisas, não podemos pensar muito em reduzir impostos”.

Quintela e Penalva com vendas de 94 milhões no primeiro semestre

Imobiliária especializada na venda e arrendamento de imóveis de luxo registou 134 negócios. A área residencial, cujo valor médio por transação é de 70 milhões de euros representou 71% das transações.

Ainda não abasteceu? Espere por amanhã: preços da gasolina e do gasóleo descem

O gasóleo irá cair 0,5 cêntimos, enquanto a gasolina vai descer 1,5 cêntimos, refletindo as cotações médias dos combustíveis nos mercados internacionais, de acordo com fontes do setor contactadas pelo Jornal Económico.
Comentários