Comissão de inquérito ao Banif adia votação do relatório

Este adiamento vai servir para fazer rectificações ao documento. A votação ficou prevista para segunda-feira.

Ler mais

A Comissão de Inquérito ao Banif decidiu esta terça-feira adiar a votação do relatório para a próxima segunda-feira.

Este adiamento foi requerido para se proceder a alterações a este documento depois das sugestões apresentadas pelos deputados que compõem a Comissão de Inquérito ao Banif.

As sugestões de alteração ao relatório serão enviadas ao relator desta comissão, que as irá introduzir no relatório, que será rectificado para ser apresentado novamente a votação na segunda-feira.

O relatório, num cenário em que seja aprovado, segue depois para debate em plenário da Assembleia Legislativa da Madeira.

De recordar que em dezembro de 2015 o Banco de Portugal anunciou a venda do Banif ao Santander por 150 milhões de euros através de um processo de resolução.

Esta medida incluiu a venda ao Santander da maior parte dos activos e passivos e ainda a transferências de alguns activos do banco para um veículo de gestão de activos, chamado Oitante, criado para o efeito.

Um dos objetivos da Oitante, como refere o Banco de Portugal, era receber esses activos para posterior venda ou liquidação.

Na altura o estado teve que injectar 2200 milhões de euros no banco.

Recomendadas

Maratona Internacional de Patins vai receber 199 atletas na Madeira

Entre os participantes vai estar o campeão do mundo de maratona e a vencedora da maratona de Berlim. O evento está integrado na Semana Europeia do Desporto.

PTP defende ligação marítima sustentada pelo Governo Regional e da República

Para o partido a entrega da operação à Empresa de Navegação Madeirense (ENM) tem um custo elevado. No entender de Raquel Coelho se a operação fosse pública permitiria trazer preços mais competitivos e solucionar os custos elevados do transporte de carga para a Madeira.

32% das empresas criadas na Madeira são no sector da hotelaria e turismo, diz Calado

A aposta na excelência do serviço e do atendimento foi outra estratégia apontada pelo governante para trazer ainda mais relevo ao turismo da Madeira.
Comentários