Comissão Europeia está a rever nova definição de PME

A Comissão Europeia lançou um processo de revisão de todos os conceitos associados às pequenas e médias empresas.

Nacho Doce/Reuters

A Comissão Europeia tem em curso o processo de revisão dos conceitos que definem os critérios para chamar uma empresa de PME. O inquérito está disponível em 23 línguas oficiais da União Europeia (UE).

Atualmente, a definição que está estabilizada desde 2003 assenta em três critérios: o número de efetivos, o volume de negócios e o balanço total anual. Para ser considerada PME uma empresa deve ter menos de 250 trabalhadores, um volume de negócios anual que não exceda os 50 milhões de euros ou um balanço total anual que não ultrapasse um valor de 43 milhões de euros.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Bazaar Business Consulting traz marcas brasileiras para Portugal

Conheça alguns produtos inovadores oriundos do Brasil e que agora querem entrar no mercado português.

Juros baixos vão continuar a dar gás ao M&A em Portugal

Advogados contatados pelo JE defendem que a conjuntura permanece propícia à realização de operações de consolidação no mercado nacional. Qualidade dos ativos também será crucial, dizem.

M&A: Imobiliário e energia vão compensar desaceleração da economia

Apesar dos sinais de desaceleração económica e de o ano passado ter colocado a fasquia elevada no mercado nacional de fusões e aquisições, Portugal continuará, ainda assim, a ser visto como um país moderno, seguro e atrativo para investir em 2019, segundo os especialistas contactados pelo Jornal Económico.
Comentários