Comissão Europeia não vai investigar combustíveis em Portugal

A instituição europeia considera que não existem atualmente razões para justificar uma análise às margens das petrolíferas e lembra que o caso já está a ser analisado pela Autoridade da Concorrência portuguesa.

A Comissão Europeia não vai avançar com uma investigação aos preços de combustíveis em Portugal, pedida pelo Governo português, avança o ‘Jornal de Negócios’. A instituição europeia considera que não existem atualmente razões para justificar uma análise às margens das petrolíferas e lembra que o caso já está a ser analisado pela Autoridade da Concorrência portuguesa.

“Concretamente sobre Portugal, a mera divergência de preços a nível regional, nacional e internacional não é suficiente para provar a existência de comportamento anticoncorrencial e justificar o início de uma investigação pela comissão”, explicou ao jornal fonte da Comissão Europeia.

O órgão executivo da União Europeia diz, no entanto, que estará disponível para uma investigação se entretanto surgirem provas de que existem realmente problemas no mercado de combustíveis português.

A Autoridade da Concorrência em Portugal está a estudar “as condições de concorrência no setor, assim como as margens preço/custo ao longo da cadeia de valor”, mas não avança ainda com uma data para a conclusão do estudo.

O último estudo, realizado em 2009, conclui que não havia práticas ilícitas a nível concorrencial, mas alertou para “um paralelismo de comportamentos, quer pelas empresas petrolíferas quer pelos operadores independentes”.

Relacionadas

Governo pede a Bruxelas para investigar preços dos combustíveis em Portugal

O Executivo quer saber se há “concertação ou abuso de posição” das petrolíferas em Portugal, devido à oscilação dos preços relativamente aos mercados internacionais.
Recomendadas

10 mandamentos gastronómicos da Quinta do Lago

Um verdadeiro portfólio gastronómico. Esta é a promessa de tudo aquilo que poderá encontrar na Quinta do Lago. Em cada uma das opções, uma experiência surpreendente. É que, aqui, a Natureza e o luxo andam de mãos dadas.

Toyota traz para Portugal um bestseller mundial

Foi comercializado em Portugal, no passado. É-nos familiar dos filmes e séries norte-americanos, onde se impõe pelo seu reconhecido requinte. Chega agora ao mercado português para se assumir como a proposta de topo da Toyota. Os argumentos são muitos…

ABANCA integra Ana Barros como administradora

A instituição reuniu o seu conselho de administração pela primeira vez em Lisboa. Licenciada no Porto, Ana Barros trabalhou em banca de investimento em Madrid, Nova Iorque e Londres, entre várias outras funções.
Comentários