Comissões rendem aos bancos 5,3 milhões por dia

O BCP foi o banco que, até junho, mais dinheiro encaixou com comissões. O banco presidido por Nuno Amado conseguiu no primeiro semestre do ano mais de 330,3 milhões de euros.

Nos primeiros seis meses do ano, os cinco maiores bancos a atuar em Portugal – BCP, CGD, Novo Banco, Santander Totta e BPI – cobraram 963,8 milhões de euros. Contas feitas, foram cobrados cerca de 5,3 milhões de euros por serviços prestados aos clientes, sendo que o BCP foi o banco que, até junho, mais dinheiro encaixou com comissões.

Segundo avança o jornal ‘Correio da Manhã’, o banco presidido por Nuno Amado, que atravessou um período de reestruturação e foi obrigado a melhorar a sua eficiência operacional por Bruxelas, conseguiu no primeiro semestre do ano mais de 330,3 milhões de euros, mais dez milhões do que em igual período do ano passado. A maior fatia do dinheiro arrecadado veio de comissões com créditos e garantias bancárias (quase 80 milhões de euros).

A CGD ocupa o segundo lugar no ranking dos bancos que mais cobraram. Até junho, o banco público contabilizou 224,7 milhões de euros, um montante igual ao do ano passado. Está previsto que até ao final do ano este número venha a disparar, tendo em conta que em setembro entram em vigor novas regras que vão deixar os pensionistas com reformas superiores a 835,5 euros de fora da lista de isenções da comissão de manutenção de conta.

Seguem-se o Santander Totta, que cobrou até junho 166,5 milhões de euros (mais 8 milhões do que há um ano), o Novo Banco, cujas comissões renderam 156,3 milhões de euros (mais 14,8 milhões) e o BPI, que conseguiu receitas no valor de 86milhões (3 milhões).

Relacionadas

Sabe quanto gasta por ano em comissões bancárias?

O tema das comissões bancárias tem levantado polémica nos últimos dias, com o anúncio de uma nova ronda de aumentos. Descubra aqui se o seu banco é o que cobra as comissões mais altas.

PSD e BE questionam Centeno sobre aumento de comissões da CGD

O aumento de comissões de manutenção de conta pelo banco público já levou o PSD e o BE a questionar o ministro das Finanças sobre as razões da medida. Os sociais democratas pediram também esclarecimentos a Paulo Macedo e consideram que comissões poderão servir pagar os elevados juros da emissão de dívida perpétua.

Estas são as dez comissões mais bizarras que o banco pode cobrar

Do depósito de moedas aos enganos no IBAN, várias ações podem servir de motivo para pagamentos extra por parte das entidades bancárias.
Recomendadas

Novo Banco faz fusão por incorporação com BES das Ilhas Caimão

Contactada pela Lusa, fonte oficial do Novo Banco confirmou a informação, explicitando que se trata de uma fusão por incorporação.

BCP ficou com 10,9% na Inapa que quer vender no mercado

O BCP ficou diretamente (sem contar com a participação do Fundo de Pensões) com 10,88% da Inapa que quer vender no mercado paulatinamente, para não perturbar a bolsa.

Contribuições para o Fundo de Resolução? Miguel Maya diz que solução não deve “endossar esta responsabilidade aos contribuintes”

O CEO do Millennium bcp, Miguel Maya, fez três pedidos à classe política portuguesa: estabilidade para o setor financeiro, previsibilidade para reforçar a confiança no investimento e regulação equitativa para todos os que operam no sistema financeiro português, independentemente do país de origem ou de serem bancos ou FinTech.
Comentários